Como é feita a reciclagem de pilhas e baterias portáteis?

eCycle

Reciclagem consegue recuperar quase 100% do material. Mas as pilhas e baterias não podem ser destinadas para a coleta comum

material para tratamento

Quem nunca usou ou nunca precisou descartar uma pilha ou uma bateria? Para quem não sabe, a única diferença entre elas é que, enquanto as pilhas são unitárias, as baterias são formadas por uma série de pilhas em paralelo - o formato depende da utilização necessária. Muito utilizadas no dia a dia, pilhas e baterias estão nos aparelhos celulares, notebooks, aparelhos de surdez, relógios, controles remotos e de videogame, câmeras fotográficas e por aí vai.

No Brasil, de acordo com dados publicados em 2003, o consumo de pilhas e baterias era de cinco unidades ao ano por pessoa, enquanto em países do primeiro mundo o consumo chega a 15 unidades ao ano. Levando em conta a população mundial, isso implica num consumo de dez bilhões de unidades ao ano.

No ano de 1999 foram produzidas mais de 800 milhões de pilhas e baterias no Brasil, isso sem contar as falsificadas.

Esses utensílios oferecem muita praticidade no dia a dia, o problema surge hora de descartar. E até as recarregáveis um dia precisam ser descartadas.

Não descarte suas pilhas no lixo doméstico

Você sabia que mesmo se forem destinadas em aterros sanitários as pilhas e baterias causam danos ambientais significativos? Saiba aqui porque você não pode descartá-las no lixo comum.

A notícia boa é que se elas não forem parar nestes aterros, lixões ou ficarem expostas a céu aberto, elas podem passar pelo processo de reciclagem!

Reciclagem

A reciclagem consegue recuperar quase 100% do material. O primeiro passo para que essas pilhas e baterias passem pelo processo de reciclagem é embalá-las corretamente - basta usar um plástico resistente, que faz com que os itens fiquem protegidos contra a umidade - e destiná-las corretamente. Assim que a recicladora recebe o carregamento, as pilhas e baterias passam pelos seguintes processos:

Triagem

As pilhas e baterias são separadas por tipo e marca e, em seguida, são destinadas para o processamento.

Trituração

Nesse processo, a capa das pilhas e baterias é removida, assim as substâncias do interior podem ser tratadas.

Processo químico

As pilhas e baterias são submetidas a um processo de reação química em que são recuperados sais e óxidos metálicos que serão utilizados como matéria-prima em prima em processos industriais na forma de corantes e pigmentos.

Processo térmico

No processo térmico, as pilhas e baterias são inseridas num forno industrial em alta temperatura para ocorrer a separação do zinco. Dessa forma, ele pode ser recuperado em sua forma metálica e ser reutilizado como matéria-prima na confecção de novas pilhas e baterias.

Como descartar?

A legislação brasileira (Art.33 da Política Nacional de Resíduos Sólidos) obriga empresa fabricante a estruturarem e implementarem sistemas de logística reversa.

Mas fazer as pilhas e baterias retornarem à cadeia de produção também é responsabilidade do consumidor. Então, para descartar, lembre-se: antes de tudo é necessário embalar corretamente o material a fim de evitar futuros vazamentos contaminantes. Use material/sacola plástica resistente.

Em seguida, basta destiná-las nos postos de recolhimento mais próximos da sua residência, disponíveis no Portal eCycle.

Quer descartar seu objeto com a consciência tranquila e sem sair de casa?


Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail