Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Descubra como se forma um calo no pé e conheça tratamentos naturais e caseiros para se livrar do problema

Imagem de Manki Kim no Unsplash

Um calo no pé é uma camada espessa e dura de pele que se forma em resposta à pressão ou atrito constante dos pés com calçados inadequados. Calos e calosidades costumam aparecer no calcanhar, na planta ou no dedo do . Apesar de incômodos e desagradáveis, calos nos pés geralmente não são dolorosos. Na verdade, eles aparecem justamente para prevenir a dor.

Calosidades menores são pequenos acúmulos de pele cercados por tecido inflamado. Sob pressão, podem causar dor. Os calos se desenvolvem naturalmente à medida que você envelhece, em virtude do desgaste e da pressão contínua ao caminhar, correr ou ficar muito tempo em pé. No entanto, alguns hábitos podem acelerar a formação de calos, como usar calçados muito apertados ou salto alto.

Prevenindo calo no pé

Em alguns casos, como já dissemos, o uso de calçados inadequados é a causa da formação de calos. Além dos calçados apertados, sapatos muito soltos, como chinelos, podem agravar a fricção no contato com os pés e não são recomendados. Fique atento ao material do sapato: o uso de solados mais duros têm maior probabilidade de causar calosidades nos pés.

Já os saltos altos, com bico fino, podem provocar, além dos calos, um fenômeno chamado “dedo em garra”, que consiste na dobra dos dedos dos pés. O dedo em garra, assim como outras deformidades nos pés, como joanetes e esporão ósseo, é um fator de risco para o desenvolvimento de calosidades.

A dica mais importante para prevenir calo no pé é optar por sapatos confortáveis, fechados e que permitam o uso de meias, como os tênis. As meias são fundamentais para evitar a formação de calosidades, mas garanta que elas estejam bem ajustadas aos pés. Se você costuma andar descalço, seus pés poderão desenvolver calos para se proteger da pressão.

Outros fatores de risco para a formação de calo no pé são diabetes e má circulação. Os calos costumam ser inofensivos, mas, se a calosidade é fonte de dores ou incômodo muito profundo, é melhor consultar um profissional de saúde. No geral, quanto mais você reduzir ou eliminar o atrito, maior será a chance de manter os pés lisos e saudáveis.

Como tratar calo no pé em casa

A retirada do calo no pé pode ser feita em consultório médico, mas, para casos mais simples, alguns tratamentos caseiros dão conta de resolver o problema e promover maior bem-estar para os seus pés. Caso nenhum tratamento caseiro funcione, você pode mandar manipular uma pomada com ácido salicílico, que dissolve a queratina presente no calo, em uma farmácia de manipulação.

  1. Amoleça a pele endurecida. Os calos são formados por uma camada grossa e seca da pele, que pode ser removida com um banho em água morna e algumas gotas de óleo de amêndoas ou qualquer outro óleo vegetal. Esse procedimento amolece a pele e a deixa pronta para o próximo passo.
  2. Esfregue os pés com um esfoliante (de preferência, utilize pedra pomes para auxiliar no processo) para retirar o excesso de queratina e pele morta da região.
  3. Aplique um hidratante e massageie o calo para finalizar.

Outros tratamentos caseiros para remover calo no pé

Vinagre de maçã

Para amolecer a pele endurecida, misture uma solução de quatro partes de água e uma parte de vinagre de vinagre de maçã e aplique no calo por cerca de 20 minutos. Cuidado para não esfregar com muita força, porque o rompimento da pele ao redor ou sobre o calo pode resultar em infecção.

Óleo de rícino

Faça um banho nos pés, durante meia hora, em uma mistura de água morna com cinco colheres de óleo de rícino para remover as calosidades. Em seguida, auxilie na remoção da pele morta com uma pedra pomes.

Sal de Epsom

O sal de Epsom pode ser utilizado como um esfoliante natural para tratar os calos. Misture de 2 a 3 colheres de sopa em uma bacia ou com água morna e mergulhe os pés com calos.



Veja também: