Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Descubra como aconteceu a domesticação do cachorro e porque o animal virou companheiro dos seres humanos

O cachorro é um mamífero da espécie Canis familiaris. O animal foi um dos primeiros a ser domesticado pelo ser humano e descendem de lobos. Existem mais de 300 raças de cães no mundo, alterando seu tamanho e aparência em geral. 

Um dos sinônimos usados para descrever o animal é “melhor amigo do homem”, por conta de seu histórico de companheirismo e popularidade entre os humanos. De acordo com um estudo realizado em 2016, é estimado que um terço da população mundial tenha pelo menos um cachorro. Estudos comprovam, também, que ter um cão como companheiro pode fazer bem à saúde física e mental, auxiliando em problemas do coração e até em casos de ansiedade.

História da domesticidade

É estimado que a domesticação do cachorro tenha acontecido entre 27 e 40 mil anos atrás. Estudos comprovam que sua origem é na China, Oriente Médio e na Europa Oriental. 

Acredita-se que antes de evoluírem para cachorros, os lobos e os Homo sapiens trabalhavam em cooperação na caça de outros animais, aproximando as duas espécies. Os humanos se beneficiavam do olfato, audição e visão dos cães, além de sua energia e rapidez na hora de capturar suas presas. Leva-se de seis a oito gerações para domesticar um cão

Benefícios ao ser humano

A conexão entre ser humano e cachorro pode ser provada cientificamente. Quando nos conectamos emocionalmente com um cão, podemos liberar o hormônio da ocitocina — o hormônio do amor.  

Uma série de estudos publicados entre 1950 e 2019 comprovaram que tutores de cachorro têm menos chance de morrer. Acredita-se que estar na presença desses animais reduz o estresse e regula os níveis da pressão sanguínea. 

Cachorros também podem ajudar com a função cognitiva e interação social.

A utilização de cães de serviço é popular entre pessoas com transtornos mentais e até doenças físicas, como a diabetes, conseguindo farejar níveis de açúcar no sangue de seu tutor e alertá-lo de possíveis perigos. 

Conexão

Embora ofereçam diversos benefícios à saúde, a realidade é que cachorros fazem o ser humano mais feliz. Antes mesmo de ser um fato científico, é um fato que pode ser observado no dia a dia das pessoas. Cachorros são companheiros leais que ficam do nosso lado independente do momento, sempre dispostos a ajudar como podem, mesmo sem saber como e porquê. 

Melhor amigo do homem ou da mulher?

Em uma análise transcultural, pesquisadores de Antropologia da Washington State University, nos EUA, descobriram que vários fatores podem ter desempenhado um papel relevante na construção da relação mutuamente benéfica entre humanos e cães – incluindo temperatura, caça e, surpreendentemente, gênero. As evidências sugerem que o cachorro não é, como dizem por aí, o melhor amigo do homem – na verdade, ele provavelmente é o melhor amigo da mulher. Um artigo com detalhes da pesquisa foi publicado no Journal of Ethnobiology.