Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

As florestas tropicais são essenciais para a vida na Terra e precisam ser preservadas

As florestas tropicais, conhecidas como florestas úmidas, são um tipo de domínio fitogeográfico caracterizado por receber uma grande quantidade de chuvas e apresentar elevadas taxas de biodiversidade e evapotranspiração. Elas se localizam em regiões equatoriais, ou seja, próximas à linha do Equador, e em zonas próximas aos trópicos. As florestas tropicais estão presentes nos continentes americano, africano e asiático. No Brasil, elas recebem o nome de Floresta AmazônicaMata Atlântica e de alguns grupos vegetacionais do sul do país, como Mata de Araucária. 

A Bacia Amazônica contém o maior bloco contínuo de florestas tropicais da Terra, abrangendo nove países da América do Sul. Áreas significativas de florestas tropicais também são encontradas nas planícies do Sudeste Asiático e na bacia do Congo, bem como em cordilheiras como os Andes, e em áreas costeiras como na África Oriental. 

As florestas tropicais não recobrem extensas áreas sobre o planeta. No entanto, elas abrangem dois terços de toda a biodiversidade do mundo, de forma que todas as medidas de preservação do meio natural da Terra perpassam pela conservação e controle do desmatamento dessas unidades de vegetação. 

Principais características das florestas tropicais

A localização das florestas tropicais faz com que elas recebam grandes quantidades de luz e possuam clima quente e úmido (com temperatura média de 20 °C). As chuvas são frequentes e abundantes e a umidade relativa varia entre 77% e 88%. Esses fatores garantem alta produtividade primária, gerando uma diversidade de recursos e espécies. Pesquisas afirmam que em apenas um quilômetro quadrado podem ser encontradas centenas de espécies de árvores, enquanto nas mesmas dimensões das florestas temperadas dificilmente encontra-se mais de uma dezena de espécies. 

As florestas tropicais são o lar de uma maior variedade de vida do que qualquer outro ambiente terrestre na Terra. Elas abrigam pelo menos metade das espécies de plantas e animais vivos do planeta, apesar de ocuparem apenas uma pequena fração da superfície da Terra. A disparidade de climas, habitats e alimentos encontrados em florestas tropicais oferece oportunidades abundantes para que a vida prospere. 

Fauna e flora

Estudos sugerem que apenas 50 hectares de uma floresta tropical podem conter mais espécies de árvores do que toda a massa de terra da Europa e América do Norte combinados. As florestas da Amazônia abrigam mais de um décimo das 4 mil espécies de anfíbios conhecidas no mundo, 2 mil espécies de bromélias e 837 espécies de palmeiras. 

Só o Brasil tem sete vezes mais espécies de peixes do que em toda a Europa. Apesar do seu tamanho relativamente pequeno, a Colômbia é um dos países mais biodiversos do mundo graças às suas florestas. É o lar de 1826 espécies de aves (mais do que qualquer outro país do mundo), 20 até 51 mil espécies de plantas, e 20% das orquídeas do mundo. 

Muitas das espécies encontradas em florestas tropicais são endêmicas, o que significa que elas existem em uma área geográfica limitada e não são encontradas em nenhum outro lugar da Terra, tornando-as particularmente vulneráveis à extinção quando seus habitats limitados estão ameaçados pelo desmatamento. Cada espécie extinta representa uma perda incalculável de um caminho evolutivo que se desenrolou ao longo de períodos extraordinariamente longos da história da Terra. 

Espécies novas para a ciência estão sendo descobertas em florestas tropicais o tempo todo. Em 2014 e 2015, somente na Amazônia, foram catalogadas 381 novas espécies, incluindo 216 plantas, 93 peixes, 32 anfíbios, 19 répteis, 1 ave e 20 mamíferos. No entanto, tão rápido quanto novas espécies são descobertas, elas também estão morrendo. No século passado, as atividades humanas, incluindo o desmatamento e a degradação das florestas tropicais, levaram à extinção de espécies 100 vezes mais rapidamente do que o ritmo natural. 

Floresta tropical
Imagem editada e redimensionada de Schonhofen, está disponível no Wikimedia e licenciada sob CC by 4.0

Importância das florestas tropicais

Em geral, as florestas são fundamentais para a vida do ser humano. De acordo com dados do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), cerca de 1,6 bilhão de pessoas ganha a vida em alguma atividade ligada às florestas, e aproximadamente 60 milhões de indígenas em todo o mundo dependem exclusivamente delas para sua subsistência, além de serem o habitat de grande parte de animais e plantas.

Durante muitos anos, imaginou-se que as florestas tropicais eram o “pulmão do mundo” por emitirem as maiores quantidades de oxigênio na atmosfera. Hoje, sabe-se que essa função pertence aos plânctons e algas marinhas, já que nas florestas tropicais o oxigênio produzido é utilizado pelos seres vivos locais e, principalmente, consumido pela decomposição da matéria orgânica gerada pela floresta.

A importância das florestas tropicais encontra-se na sua função de atenuar as mudanças climáticas, armazenando gás carbônico. Além disso, esse domínio fitogeográfico tem a propriedade de “bombear” as águas das chuvas e do subsolo para a atmosfera, em um processo conhecido como evapotranspiração, o qual gera algumas frentes de umidade que se deslocam para outras áreas.

Ameaças

Entretanto, elas estão sendo cada vez mais ameaçadas. O desmatamento da agricultura, exploração madeireira, mineração, construção de estradas e outras depredações continuam reduzindo a cobertura de florestas tropicais e impulsionando a perda de espécies e as mudanças climáticas. Antigamente, as florestas tropicais ocupavam 12% da superfície terrestre, mas hoje ocupam menos de 6%. Logo, elas exigem e merecem a nossa proteção.