Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Por Nações Unidas Brasil A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) e o Centro de Excelência contra a Fome do Programa Mundial de Alimentos (WFP) no Brasil uniram esforços para contribuir para a processo iniciado com o lançamento da Coalizão de Alimentação Escolar.

O objetivo é fortalecer as capacidades de países na Ásia, África e América Latina na área de alimentação escolar ligada à agricultura local, incentivando compras inclusivas e cadeias curtas para a promoção de uma nutrição adequada.

Para isso, a parceria vai coletar evidências, compartilhar as melhores práticas, produzir materiais de treinamento on-line e fornecer suporte técnico a alguns países para ligar pequenos agricultores a programas de alimentação escolar.

Legenda: Parceria busca ligar pequenos agricultores a programas de alimentação escolar na Ásia, África e América LatinaFoto: © WFP

Como parte de um acordo entre agências da ONU, a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) e o Centro de Excelência contra a Fome do Programa Mundial de Alimentos (WFP) no Brasil uniram esforços para contribuir para a processo iniciado com o lançamento da Coalizão de Alimentação Escolar.

O objetivo da iniciativa é fortalecer as capacidades dos países na área de alimentação escolar ligada à agricultura local, particularmente por meio de conexões entre agricultura, alimentos locais e agricultores familiares, incentivando compras inclusivas e cadeias curtas para a promoção de uma nutrição adequada. Essa colaboração visa coletar evidências, compartilhar as melhores práticas, produzir materiais de treinamento on-line e fornecer suporte técnico a alguns países para ligar pequenos agricultores a programas de alimentação escolar na Ásia, África e América Latina.

A iniciativa tem três objetivos principais. Em primeiro lugar, ela vai realizar uma avaliação do estado da alimentação escolar ligada à agricultura local nas três regiões e compilar estudos de caso e lições aprendidas de países selecionados do Sul global.

Em segundo lugar, a parceria vai desenvolver uma metodologia de treinamento e ferramentas de aprendizagem para apoiar o desenvolvimento de políticas de uma abordagem de cadeia de valor sensível à nutrição para programas de alimentação escolar, com base nos desafios e oportunidades da avaliação realizada anteriormente e na riqueza existente de materiais produzidos pelas agências para segurança alimentar baseadas em Roma.

Por último, a iniciativa vai fornecer suporte técnico on-line a três países selecionados por meio do pacote de aprendizado desenvolvido e intercâmbios personalizados entre o Centro de Excelência do WFP no Brasil, a FAO, o Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (FIDA), escritórios nacionais e parceiros locais interessados. A seleção de países será baseada em consultas com os Escritórios regionais e nacionais da FAO e do WFP e a relevância da política nacional para o governo local.

Além do desenvolvimento de capacidades, o principal resultado para os países parceiros será a preparação conjunta de um roteiro nacional para fortalecer as capacidades dos pequenos agricultores para fornecer alimentos aos programas de alimentação escolar, considerando as prioridades e o contexto do país. As atividades serão desenvolvidas ao longo de 2022, com um relatório de avaliação e materiais de formação produzidos no primeiro semestre e o apoio técnico ao país no segundo semestre.

Devido às restrições de viagem impostas pela COVID-19, o projeto será implementado remotamente, aproveitando as novas tecnologias e a experiência das agências, que tem sede em Roma, para assistência remota nos últimos anos.