Sálvia: para que serve, tipos e benefícios

eCycle

Uma das formas de obter os benefícios da sálvia é por meio do uso de seu óleo essencial. Entendasalvia

Salvia (na linguagem informal) ou sálvia é o nome que se dá a diferentes espécies de plantas. As espécies de sálvia mais conhecidas são a Salvia sclarea, Salvia officinalis, Salvia divinorum e a sálvia hispânica, também conhecida como chia.

Cada tipo de sálvia é muito peculiar e pode ser utilizado para diversos fins. Enquanto a Salvia officinalis é utilizada como tempero, por exemplo, a Salvia sclarea é ótima para fins terapêuticos. A Salvia divinorum, por sua vez, é utilizada como droga recreativa e pode até ser perigosa. Entenda para que serve cada tipo de sálvia e saiba como diferenciá-los:

Salvia sclarea

salvia
Imagem: Salvia sclarea i Bergianska trädgården por CT Johansson está licenciado sob CC-BY-SA-3.0

A Salvia sclarea, popularmente conhecida como sálvia esclareia, é uma erva nativa do mediterrâneo. O óleo essencial que é extraído das folhas e brotos da planta é perfumado e refrescante; e você pode utilizá-lo como desodorante e como tratamento complementar de doenças.

A sálvia esclareia é fácil de cultivar em áreas de alta temperatura. Geralmente é cultivada para seu consumo como chá. Por seu uso no tratamento de doenças oculares, ela também é conhecida em inglês como "olho brilhante". Mas a Salvia sclareia possui uma série de outros benefícios, que são obtidos principalmente por meio do uso de seu óleo essencial, que concentra suas propriedades.

Benefícios da Salvia sclarea

Reduz o estresse

A aromaterapia usa o poder do aroma para acalmar a mente e reduzir os sentimentos de ansiedade. O sistema olfativo influencia diretamente o funcionamento do cérebro, que regula a emoção. É por isso que o cheiro pode desencadear memórias e suscitar sentimentos, negativos e positivos.

Quando usado na aromaterapia, o óleo essencial de sálvia esclareia pode ajudar a aliviar o estresse, induzindo uma sensação de bem-estar. Um estudo realizado com mulheres submetidas a um exame médico estressante mostrou que, quando inalado, o óleo essencial de sálvia esclareia suscita sentimentos de relaxamento e ajuda a reduzir a pressão arterial.

Bactericida

O óleo essencial de sálvia esclaréia diluído pode ter um impacto positivo sobre algumas cepas de bactérias. Um estudo mostrou que o óleo essencial de sálvia esclaréia ajudou a curar infecções dermatológicas severas causadas por várias cepas de bactérias Staphylococcus. O estudo usou um cotonete de infecções bacterianas de 61 pessoas. Cada uma tinha uma ferida difícil de tratar que não respondia bem aos antibióticos. As feridas foram causadas por queimaduras, diabetes ou procedimentos cirúrgicos. Verificou-se que o óleo essencial de sálvia diluído foi eficaz contra várias estirpes bacterianas.

Antidepressivo natural

Um estudo feito em ratos mostrou que o óleo essencial de sálvia esclareia pode ser benéfico para tratar a depressão, pois combate o estresse.

Outro estudo feito com mulheres na menopausa mostrou que a inalação do óleo essencial de sálvia esclareia reduz o cortisol (hormônio do estresse) e produz um efeito semelhante a antidepressivos.

Alívio dos sintomas da menopausa

Um componente do óleo essencial de sálvia esclareia imita os efeitos do estrogênio no organismo. Por esta razão, a sálvia esclareia pode ser efetiva na redução de alguns dos sintomas da menopausa. Algumas pesquisas sugerem que o óleo essencial de sálvia esclareia, diluído e aplicado na sola dos pés, pode reduzir as ondas de calor da menopausa.

Reduz cólicas menstruais

Um estudo examinou 48 mulheres que sofriam de cólicas menstruais. Algumas mulheres receberam um creme contendo óleo essencial de sálvia esclareia e outros óleos essenciais para aplicar na parte inferior do abdômen diariamente, entre os ciclos menstruais. As mulheres que usaram o creme tiveram uma redução significativa nas cólicas menstruais em comparação ao grupo que não usou.

Como usar óleo essencial de sálvia esclareia

Inale profundamente o óleo essencial de sálvia esclareia se você quiser diminuir o estresse. Você pode diluir o óleo essencial de sálvia na água e usá-lo como um spray de sala. Você também pode pulverizar essa mistura em travesseiros, almofadas e no sofá.

Não aplique óleos essenciais diretamente na pele. Em vez disso, adicione uma gota de óleo essencial em uma colher de óleo carreador (pode ser óleo de coco, óleo de semente de uva, óleo de girassol, etc) para fazer massagem.

Salvia officinalis

salvia

A Salvia officinalis, assim como a esclareia, é uma planta oriunda da região do mediterrâneo. Além de ser cultivada como erva aromática e medicinal, a Salvia officinalis é utilizada como planta ornamental, devido à sua exuberância.

A Salvia officinalis é um ótimo tempero para pães e também pode ser utilizada em bebidas, sopas e doces.

O óleo essencial de sálvia officinalis concentra princípios ativos com propriedades antibióticas, antifúngicas, adstringentes, antiespasmódicas, estrogênicas, hipoglicêmicas e tônicas.

De acordo com um estudo realizado na Universidade de Bristol, o extrato de Salvia officinalis pode aumentar a performance cognitiva, com resultados superiores aos do café! Outro estudo concluiu que a sálvia é eficaz no controle de alguns estados da doença de Alzheimer.

Sálvia hispânica

salvia

A sálvia hispânica é a planta que dá origem às sementes de chia. Conhecida também como chia, esse tipo de sálvia é originário da Guatemala e das regiões central e norte do México. Suas folhas, assim como suas sementes, podem ser aproveitadas para infusões e ambas são ricas fontes de minerais, aminoácidos essenciais e ômega 3.

A semente de chia absorve água e cria um gel que pode ser misturado com alimentos, para aumentar o seu volume, sem ocasionar nenhum tipo de variação em relação ao sabor e ao valor calórico do alimento. Segundo um estudo do Jornal Europeu de Clínica Nutricional, a adição de chia na dieta pode ajudar a controlar os níveis de glicose no sangue e deixar a pessoa satisfeita por mais tempo.

O óleo de chia é muito benéfico para a saúde e beleza do corpo, pois estimula a formação de colágeno, que proporciona maior elasticidade à pele. Saiba mais nas matérias "Fonte de ômega 3, óleo de semente de chia ajuda a emagrecer, fortalece unhas e cabelos e previne calvície" e "Descubra quais são os benefícios "milagrosos" da semente de chia".

Salvia divinorum

salvia
Imagem: Salvia Divinorum por Eric Hunt está licenciado sob CC-BY-SA-3.0

Salvia divinorum é uma planta nativa do sul do México e partes da América Central e do Sul, frequentemente usada por seus efeitos alucinógenos, principalmente em cerimônias tradicionais pelos índios Mazatec.

O ingrediente ativo dessa Salvia, salvinorina A, é considerado um dos medicamentos psicoativos mais potentes que existem naturalmente. Os efeitos deste medicamento incluem alucinações, tonturas, distúrbios visuais, entre outros.

Embora a sálvia seja legalizada em alguns países, ela é uma droga poderosa com efeitos reais e possíveis riscos. Esse tipo de sálvia geralmente é utilizado a partir de seu extrato em vaporizadores ou por meio da ingestão de folhas frescas. Folhas secas podem apresentar efeitos alucinógenos muito potencializados.

Apesar do uso de Salvia divinorum ser considerado seguro, ele não tem sido muito estudado. Entretanto, o National Drug Intelligence Center (NDIC) não aconselha que seja ingerido mais de 0,0005 gramas desse tipo de sálvia.

Efeitos

Após cinco ou dez minutos de fumar ou inalar a Salvia divinorum, a pessoa pode apresentar os seguintes efeitos:

  • Alucinações visuais e auditivas, como ver luzes brilhantes, cores vivas ou formas extremas
  • Realidade distorcida e percepções alteradas dos arredores
  • Sensação de estar tendo uma experiência "fora do corpo" ou se afastando da realidade
  • Fala arrastada
  • Riso incontrolável
  • Ansiedade extrema ou medo
  • Náusea
  • Tontura
  • Perda de controle sobre as funções motoras
  • Frequência cardíaca irregular

Um estudo mostrou que o uso de Salvia divinorum pode ter efeitos negativos na aprendizagem e prejudicar memórias de longo prazo.

Não é indicada nenhuma forma de ingestão de Salvia divinorum. Mas se você quer utilizá-la em algum ritual, procure uma médica ou médico psiquiatra para saber como lidar e reduzir seus possíveis danos. O cultivo de salvia divinorum no Brasil é proibido pela Anvisa. Se você não cultiva, mas tem a planta em sua casa, considere-a uma droga a ser mantida longe de crianças e animais de estimação.


Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail