Manteiga de karité: poderoso hidratante natural

eCycle

Manteiga de karité possui propriedades cosméticas fantásticas

Manteiga de karite
Imagem: Sublimebliss

A árvore de karité (Butyrospermum parkii), que significa árvore de manteiga, é exclusiva do continente africano, mais precisamente da sua região oeste, uma vez que precisa do clima presente entre o sahel e as savanas para se desenvolver. Há séculos, o uso de sua manteiga faz parte da história econômica e social local. Das castanhas do karité extrai-se uma das gorduras vegetais mais sustentáveis e valiosas do mundo, com altíssima qualidade, constituindo uma das mais hidratantes de toda a gama de manteigas. E, como não poderia deixar de ser, a manteiga de karité está presente nas fórmulas de vários cosméticos vendidos no Brasil.

Produção sustentável da manteiga de karité

produção de manteiga de karité
Imagem: Cientista4

Para o ciclo da manteiga de karité, o conhecimento local é imprescindível. Passadas de geração em geração, as técnicas de produção e colheita são o segredo que impulsionou a circulação ativa do produto e sua valorização econômica. Para a coleta, a árvore precisa alcançar em torno de 15 anos de idade, período em que ela começa a dar os seus frutos, que se assemelham à forma de um abacate, com polpa doce e semente coberta por uma casca fina.

A produção média é de 15 a 20 quilos de frutas frescas por árvore a cada estação, o que significa quatro quilos do produto seco e dois quilos da manteiga de karité. Os frutos só são colhidos depois que caem no chão naturalmente, já que os pendurados na árvore não estão maduros o suficiente para a produção da manteiga. A coleta é sempre feita por mulheres, que transportam cada uma até 40 quilos do fruto por dia, levando-os em grandes cestos para as vilas, onde será extraída a manteiga de karité.

Enquanto as cooperativas se unem para promoção de uma colheita sustentável e propagação do comércio justo, algumas sociedades da pós-produção buscam dar continuidade a esse processo para que os produtos cosméticos sejam 100% ecológicos, também aplicando as normas de sustentabilidade aos componentes que complementam a produção, utilizando-se o método de prensagem a frio, o que garante que todas as qualidades nutritivas da manteiga de karité serão preservadas.

Uma vez lavadas e secas na sombra, é realizado um processo manual de moagem com o tradicional pilão africano, e em seguida a torragem. O próximo passo é a imersão em água até a formação de uma pasta grossa, que será fervida para eliminar as impurezas e separar a manteiga de outros componentes, que se depositam no fundo da panela. O produto final é a superfície flutuante, que é filtrada e embalada, pronta para um dos seus destinos: cosméticos, medicinais e até mesmo culinários. A manteiga de karité, quando pronta, apresenta o aspecto de uma pasta cremosa, de cor esbranquiçada e um odor característico suave de nozes. Quem não gosta de seu aroma pode optar por adicionar óleos essenciais.

Existem dois tipos de manteiga de karité: a refinada e esta cujo processo foi descrito acima, não refinada. A melhor maneira de usar a manteiga de karité é em seu estado bruto, ou seja, não refinada, já que nesse processo de refino ela é aquecida a temperaturas muito elevadas e tem suas propriedades alteradas - desse modo, seus benefícios tão desejados não serão obtidos. O mercado proporciona inúmeros cosméticos usando essa matéria-prima como base, então é preciso ficar atento se ela realmente é 100% pura.

A manteiga de karité não refinada pode ser comprada em blocos sólidos e, apesar de ser bastante dura, prontamente derrete quando entra em contato com seu cabelo e pele.

Principais propriedades

A manteiga de karité é um dos principais ativos de nutrição e reconstrução utilizados na formulação de cosméticos e suas propriedades a tornam bastante interessante para tal finalidade. Com tantos benefícios, não é difícil de entender a paixão nacional pelo produto e sua explosão no mercado cosmético internacional.

Pele

Manteiga de karité
Imagem editada e redimensionada de Jessica Felicio, está disponível no Unsplash

Com uma textura suave, porém não apresentando efeito gorduroso e excessivamente brilhante se comparado com quantidades semelhantes de outros óleos naturais, é rapidamente absorvida e protege a pele das agressões externas, tais como frio, vento, sol, água do mar ou da piscina (cloro). Por ser rica em ácido cinâmico, um fitoesterol natural, a manteiga de karité constitui uma barreira contra os raios UVA e UVB, formando um filtro solar natural sobre a pele, sendo uma ótima aliada tanto nos meses de verão intenso como nos meses de inverno e com clima seco. Quando pura, a manteiga de karité possui efeito de alta proteção comparável com FPS 3 e pode ser usada para potencializar o efeito de outros filtros solares.

Devido à grande quantidade de ácidos graxos insaturados ômega 3 e ômega 6, que são muito importantes no funcionamento do organismo e na manutenção da pele, a manteiga tem a propriedade de reter a umidade e melhorar a sua elasticidade, proporcionando maior hidratação. É também um emoliente e pode ser usada como manteiga corporal, já que suaviza e amacia a pele, evitando o ressecamento mesmo nas áreas mais difíceis, como joelhos e cotovelos, proporcionando um toque aveludado.

É um potente regenerador celular por conter uma boa quantidade de vitaminas A e E, que funcionam como antioxidantes naturais, com propriedades anti-inflamatórias. A manteiga acalma a pele inflamada e por isso pode ser usada depois da depilação com lâmina ou cera e para os homens também é um excelente pós-barba natural. Além disso, reduz cicatrizes, manchas e suaviza as rugas (anti-idade), minimiza manchas de acne, ajuda no tratamento de queimaduras, feridas, cicatrizes, dermatites, psoríase e estrias que surgem devido à perda de elasticidade da pele. De forma geral não provoca alergias, o que a habilita a ser usada em áreas como os tecidos das mucosas e em volta dos olhos.

Como usar na pele?

Para hidratar e suavizar a pele, coloque um pouco da manteiga de karité na palma da mão, esfregue com os dedos e aplique diretamente sobre a pele, massageando suavemente. Em caso de dieta ou gravidez, use diariamente para prevenir a aparição de estrias na barriga, nos seios e nas coxas. Também pode ser usada diretamente como hidratante labial e nas unhas para que fiquem hidratadas e mais fortes.

Uma dica para quem não tem a pele muito ressecada é acrescentar um pouco da manteiga de karité no hidratante corporal. Basta derretê-la em banho-maria, jamais no micro-ondas, pois a temperatura sobe muito e, como dito anteriormente, ela perde suas propriedades.

Para auxiliar no tratamento da acne é aconselhável consultar um dermatologista antes de iniciar uma terapia com manteiga de karité, já que esse processo inflamatório geralmente faz com que a pele se torne mais sensível.

Cabelos

Manteiga de karité
Imagem editada e redimensionada de Gift Habeshaw, está disponível no Unsplash

Para os cabelos secos, fracos ou quebradiços, a manteiga de karité é um revitalizante eficaz e totalmente natural, proporcionando brilho, flexibilidade e maciez, além de protegê-los contra a radiação solar. A vitamina E presente no karité tem ação antioxidante, removendo as células mortas e também funcionando como um bom emoliente. Sua propriedade umectante auxilia na absorção e retenção da umidade, proporcionando grande hidratação dos cabelos, assim como da pele. Muito conhecida na medicina natural, a manteiga de karité contribui para suavização do couro cabeludo por seu incrível poder curativo e cicatrizante - é usada há tempos no tratamento de caspa e seborreia. Além disso, tem o poder de aumentar a circulação, ou seja, é um estimulante natural e isso faz com que ela auxilie no crescimento capilar.

É compatível com qualquer tipo de cabelo (mesmo tingidos ou com química) e serve como protetor térmico inclusive no uso de secadores ou chapinhas. Também pode ser usada na definição de penteados de homens e mulheres.

Como usar nos cabelos?

Preparar em casa uma máscara de hidratação capilar com manteiga de karité é extremamente fácil. Veja a seguir algumas sugestões de uso:

Umectação capilar

Depois de lavar os cabelos, retire o excesso de água com uma toalha e aplique a manteiga de karité, evitando a raiz e o couro cabeludo. Coloque uma toca de banho e deixe agir durante 30 minutos. Depois, é só enxaguar os fios com bastante água morna.

Aplicação no cabelo seco

Colocar um pouco da manteiga de karité nas mãos e espalhar bem. Esfregue até que ela se transforme em óleo. Aplique sobre os fios secos e não lavados, especialmente nas pontas e mechas/partes mais ressecadas. Não há tempo de espera específico, você pode deixar quanto tempo quiser, não trará nenhum malefício para seu cabelo. Lavar como de costume em seguida.

Pomada natural

Faça como na dica anterior, espalhe entre as mãos e esfregue bem até transformar a manteiga de karité em óleo. Depois é só aplicar sobre as mechas que deseja estilizar. Se você for usar nos fios em substituição ao silicone, lembre-se de aplicar pouquíssima quantidade para não deixá-los com aspecto pesado.

Tratamento noturno

Se você não tiver tempo para fazer a umectação capilar, você pode aplicar a manteiga de karité sobre os cabelos antes de dormir. Mas é importante lavar os cabelos pela manhã, já que a manteiga poderá deixar seus fios muito oleosos.


Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail