Decomposição leva tempo

eCycle

O tempo de decomposição do lixo varia de acordo com a natureza dos materiais que o compõe

O termo “tempo de decomposição” refere-se ao tempo que os produtos levam para se decompor e desaparecer do meio, variando de acordo com a natureza do material. Além do longo período de decomposição, muitos materiais causam danos ao meio ambiente e à saúde de seres humanos e animais se descartados de maneira incorreta.

Grande parte das embalagens que consumimos podem ser recicladas, entrando novamente na cadeia de produção e livrando o meio ambiente de um amontoado de resíduos cuja decomposição levará milhares de anos. A reciclagem desses materiais ajuda a diminuir o lixo produzido e garante uma melhor utilização dos recursos naturais do planeta.

Resíduo e rejeito

Resíduo é tudo aquilo que sobra de determinado produto, seja sua embalagem, casca ou outra parte do processo, que pode ser reutilizado e reciclado. Para isso, os materiais precisam ser separados de acordo com a sua composição. O rejeito é um tipo específico de descarte, aquele para o qual ainda não existe nenhuma possibilidade de reaproveitamento ou reciclagem. Um exemplo de rejeito é o lixo do banheiro, para o qual ainda não existem opções de reciclagem economicamente viáveis e de amplo alcance.

Decomposição de lixo

Os resíduos produzidos pelo ser humano podem demorar vários anos para se decompor, gerando graves problemas socioambientais. Materiais como plástico, vidro, papel e metais podem ser recicladas e transformadas em novos produtos, com um custo bem mais baixo ao consumidor. Além disso, embalagens recicláveis economizam energia elétrica, poluem menos e utilizam menos recursos naturais não renováveis para a sua fabricação.

Um dos focos de estudo da Química está no estabelecimento de relações entre a constituição e as propriedades dos materiais, seu uso em produtos e os impactos associados aos processos de transformação e circulação no ambiente. Ao trabalhar com a relação entre materiais constituintes de produtos e o impacto ambiental causado pelo seu descarte, é muito comum nos depararmos com tabelas que apresentam uma lista de materiais e o tempo necessário para a decomposição de cada um na natureza. Veja a seguir:

Fonte: Ministério do Meio Ambiente
Materiais Tempo de decomposição
Papel De 3 a 6 meses
Tecido De 6 meses a 1 ano
Filtro de cigarro Mais de 5 anos
Madeira pintada Mais de 13 anos
Náilon Mais de 20 anos
Metal Mais de 100 anos
Alumínio Mais de 200 anos
Plástico Mais de 400 anos
Vidro Mais de 1000 anos
Borracha Tempo indeterminado

A importância da reciclagem

A reciclagem é um processo que consiste na transformação de materiais já usados em produtos novos, que poderão ser reinseridos na cadeia de consumo sem a necessidade de extrair mais recursos naturais. Trata-se de uma ação que contribui significativamente para a preservação ambiental e para a redução do lixo produzido pelo ser humano.

Diversos produtos compostos por vidro, plástico, papel ou alumínio podem ser reciclados, de modo a reaproveitar os materiais, reduzir o consumo de matéria-prima e diminuir a poluição da água, do ar e do solo. Além disso, a reciclagem minimiza a quantidade de lixo acumulado em aterros sanitários e lixões, contribuindo para a redução da produção de gases tóxicos e de chorume — substâncias muito prejudiciais para o ambiente.

A reciclagem também é importante para a sociedade, uma vez que gera empregos em cooperativas e contribui para a renda de diversos catadores de materiais recicláveis, que fazem um trabalho muito importante recolhendo, separando e encaminhando o material diretamente para a reciclagem.

Coleta seletiva é o nome dado para o recolhimento dos materiais que podem ser reciclados, que foram previamente separados na fonte geradora. Este é o primeiro passo para que os diversos resíduos sejam devidamente encaminhados para a reciclagem, gerando economia no processo e favorecendo sua execução.

Resíduos como pilhas e baterias devem ser levados para locais específicos de coleta. Além de prejudicar o meio ambiente, esses materiais podem liberar substâncias que causam problemas de saúde em seres humanos, como dificuldades renais, pulmonares e cerebrais, além de contaminação ambiental.

Decomposição de matéria orgânica

Quando se fala em matéria orgânica, a decomposição é o processo por meio do qual os restos orgânicos são quebrados em partículas menores e em nutrientes, através da ação de organismos decompositores. Esses nutrientes são devolvidos ao meio e podem ser reaproveitados por animais e plantas.

A decomposição de matérias orgânicas tende a ser mais rápida do que o processo que envolve os resíduos sólidos.

Por garantir a circulação de nutrientes, a decomposição é essencial para a manutenção da vida na Terra. Os micro-organismos responsáveis por esse processo são as bactérias e os fungos, fundamentais para a realização dos ciclos biogeoquímicos.

A decomposição pode ser dividida em dois processos. O primeiro, chamado de decomposição aeróbica, ocorre de forma rápida e tem como resultado a formação de gás carbônico e sais minerais. Os micro-organismos que decompõem a matéria orgânica dependem do oxigênio do ar para realizar a decomposição. O outro processo, chamado de decomposição anaeróbica, é realizado por micro-organismos do solo que não necessitam da presença de oxigênio para sua sobrevivência. Trata-se de uma reação que pode dar origem a compostos nocivos e tóxicos para os seres vivos, como os gases metano e sulfídrico.

As minhocas fazem um trabalho de fragmentação da matéria orgânica que permite que todo o ciclo de vida se renove. Facilitando a decomposição pelos micro-organismos, elas contribuem para a geração de húmus, enriquecimento do solo, diminuição do lixo destinado a aterros e lixões e diminuição da emissão de gases do efeito estufa.

Por meio da compostagem, folhas e cascas de frutas e legumes podem ser transformadas em compostos orgânicos ou adubo para as plantas. Trata-se de um processo natural em que os micro-organismos, como fungos e bactérias, são responsáveis pela degradação de matéria orgânica, transformando-a em húmus. Dessa maneira, não há necessidade de dispor substâncias orgânicas em aterros sanitários.

Mudança de hábitos

Atualmente, os aterros sanitários são o destino da maior parte do lixo coletado nas cidades. Entretanto, eles deveriam receber apenas rejeitos, isto é, materiais que não podem ser reaproveitados, reciclados ou transformados em adubo pela compostagem.

Além de sujar ruas e entupir bueiros, o lixo polui os rios, atrai animais transmissores de doenças e contamina os solos e as águas subterrâneas. Quando atinge os oceanos, o lixo descartado de modo incorreto prejudica o ciclo de vida de muitos animais, que ficam presos ou se alimentam dele.

A disposição correta do lixo é fundamental para que materiais recicláveis não permaneçam no ambiente causando danos às espécies. Portanto, é primordial termos consciência ecológica e repensarmos nossos hábitos de consumo. O tempo de decomposição de cada material deve influenciar em nossas decisões de compra e na destinação que damos aos produtos.

  • Para o descarte de resíduos recicláveis, consulte os postos mais próximos da sua casa no mecanismo de busca gratuito do Portal eCycle

O Princípio dos 3R’s - reduzir, reutilizar e reciclar apresenta-se como uma solução viável aos problemas relacionados com o lixo. Trata-se de uma proposta sobre hábitos de consumo, popularizada pela organização ambientalista Greenpeace, que visa desenvolver ações mais sustentáveis.

Reduzir

O que fazer para reduzir:

  • Evite empacotamentos desnecessários. Leve sua própria bolsa de compras;
  • Não compre embalagens descartáveis de refrigerantes e outras bebidas;
  • Prefira produtos com embalagens recicláveis;
  • Compre sempre produtos duráveis e resistentes;
  • Planeje bem suas compras para não haver desperdício;
  • Evite produtos descartáveis;
  • Diminua o uso de plásticos;
  • Sempre que possível, substitua o papel comum por papel reciclado.

Reutilizar

O que fazer para reutilizar:

  • Separe sacolas, sacos de papel, vidros, caixas de ovos e papel de embrulho que podem ser reutilizados;
  • Use o verso de folhas de papel já utilizadas para rascunho;
  • Utilize coador de café não descartável;
  • Pense em restaurar e conservar, antes de jogar fora;
  • Doe roupas, móveis, aparelhos domésticos, brinquedos e outros objetos, que possam ser reaproveitados por outros;
  • Leve seu lanche ou almoço em recipientes reutilizáveis;
  • Não descarte aparelhos quebrados. Eles podem ser vendidos ao ferro velho ou desmontados, reaproveitando-se as peças;
  • Caixas de papelão ou plástico sempre são necessárias em casa. Guarde-as mesmo que não tenham uso imediato.

Reciclar

O que fazer para reciclar:

  • Faça compostagem doméstica;
  • Separe materiais recicláveis (papel, vidros, metais e plásticos) para:
    • entregar em postos de coleta seletiva;
    • doar ou vender a comerciantes de sucata.


Veja também:

 

Comentários 

 
-4 #1 2012-11-09 23:45
Vamos colaborar com o meio ambiente, vamos selecionar nosso lixo e encaminhá-lo para os postos de coleta seletiva.
Citar
 
 
-3 #2 2014-06-25 17:46
quero q todos colaborem com com o meio ambiente,se vc fazer isso vai perceber q e bem legal conviver em um mundo assim tão limpinho e agradável
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail

Utilizamos cookies para oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao navegar pelo site você concorda com o uso dos mesmos. Saiba mais ×