Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Ventos alísios são deslocamentos de massas de ar em direção à Zona de Convergência Intertropical

Ventos alísios podem ser entendidos como deslocamentos de massas de ar quente e úmido que se realizam de forma concêntrica em direção às áreas de baixa pressão atmosférica das zonas equatoriais do globo terrestre, a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT). Nesse sentido, eles atuam na modificação climática cíclica de algumas regiões do planeta, provocando chuvas nos locais onde convergem.

Os ventos alísios ocorrem nos dois hemisférios do planeta. No hemisfério Norte, eles sopram de Nordeste para Sudoeste, sendo chamado de alísio do Norte (com sentido Oeste-Leste). Por outro lado, no hemisfério Sul, eles sopram de Sudeste para Noroeste (com sentido Leste-Oeste), sendo chamado de alísio do Sul.

O que explica esse fenômeno?

A radiação solar distribuída de forma desigual sobre a superfície terrestre gera uma diferença de pressão atmosférica entre o Equador e os polos. Ao passo que o ar quente proveniente da linha do Equador sobe em direção aos polos e se esfria, a camada de ar frio dos polos desce em direção ao Equador e se aquece, formando um ciclo. Essa diferença térmica e de pressão ocasiona a movimentação das massas de ar, que caracteriza a circulação geral da atmosfera.

Vale ressaltar que a movimentação descrita não ocorre em linha reta, mas deriva de um fenômeno chamado de Força de Coriolis, que surge a partir da rotação da Terra e forma células de circulação atmosférica. Esse evento possui influência sobre os principais processos que atuam sobre a superfície terrestre, como os ventos, as precipitações e as correntes marítimas.

Dessa maneira, o ar é forçado a se deslocar para a esquerda no hemisfério Sul e para a direita no hemisfério Norte, estabelecendo uma configuração relativamente permanente na atmosfera: zonas de alta pressão sobre os polos e latitudes tropicais e zonas de baixa pressão em regiões equatoriais e subpolares. A partir disso, também surgem três sistemas gerais de ventos, em que os ventos alísios fazem parte de um deles.

Zona de Convergência Intertropical

Ventos alísios
Imagem de Mila Young no Unsplash

A Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) é um dos mais importantes sistemas meteorológicos tropicais existentes. Ela se caracteriza por ser uma banda de baixa pressão e convergência dos ventos alísios próximo à superfície terrestre e ao longo da faixa equatorial.

A região sob ação da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) é identificada pela presença de aglomerados convectivos, um mecanismo de aquecimento da atmosfera ocasionado pela liberação de calor latente e pela interação entre radiação e nebulosidade. Dessa maneira, pode-se dizer que essa zona está intimamente relacionada com a circulação geral da atmosfera e com as características do regime pluviométrico na região equatorial.

Ventos Contra-Alísios

Os ventos contra-alísios sopram no sentido contrário, ou seja, do Equador para os trópicos, de Oeste em direção ao Leste. Eles podem ser definidos como ventos secos que possuem incidência em altitudes mais elevadas e atuam das zonas equatoriais de baixa pressão para as zonas subtropicais de alta pressão. Dessa maneira, áreas de deserto têm grandes ocorrências dos ventos contra-alísios.