Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Solo argiloso é um tipo de solo composto por argila, alumínio e ferro

Solo argiloso, ou solo pesado, é um tipo de solo composto por argila, alumínio e ferro e que possui coloração vermelho-escura. Em geral, ele é caracterizado por sua grande microporosidade e impermeabilidade. O manejo de um solo argiloso é diferente daquele que deve ser empregado em solos de outras classes texturais. Isso porque o teor de argila confere diversas características físicas e químicas específicas. 

Após a chuva, os terrenos de solos argilosos ficam encharcados. Por outro lado, na época de seca, esse tipo de solo tende a formar uma camada dura e pouco arejada do terreno, prejudicando o desenvolvimento da vegetação.

O que é solo?

Solo é todo material inconsolidado formado na superfície dos continentes pela ação do intemperismo e pedogênese, e que é capaz de suportar a vida, seja ela em sua forma vegetal ou animal. Em função das condições ambientais, os solos podem apresentar características e propriedades físicas, químicas e físico-químicas diferentes.

Assim, os solos podem ser argilosos, arenosos, vermelhos, amarelos ou cinza esbranquiçados. Eles ainda podem ser ricos ou pobres em matéria orgânica, e espessos (algumas dezenas de metros) ou rasos (alguns poucos centímetros), apresentando homogeneidade ou diferenças facilmente percebidas horizontalmente.

Intemperismo e pedogênese: fatores relacionados à formação do solo

O intemperismo é o conjunto de modificações de ordem física e química que as rochas sofrem ao aflorar na superfície da Terra. A rocha alterada e o solo, que são os produtos desse processo, também estão sujeitos a erosão, transporte e sedimentação, que acabam levando à denudação continental (termo geológico que indica a remoção da superfície de uma região por efeito erosivo), com consequente aplainamento do relevo.

Já a pedogênese, denominação referente à formação do solo, ocorre quando as modificações causadas nas rochas pelo intemperismo, além de serem químicas e mineralógicas, tornam-se sobretudo estruturais, com importante reorganização e transferência dos minerais formadores do solo.

Características dos solos argilosos

Os solos argilosos caracterizam-se pelos grãos microscópicos, de cores vivas e de grande impermeabilidade. Como consequência do tamanho dos grãos, as argilas são fáceis de serem moldadas com água, possuem dificuldade de desagregação e formam barro plástico e viscoso quando úmidas. 

Os solos argilosos distinguem-se dos demais pela alta impermeabilidade. Aliás, eles são tão impermeáveis que tornaram-se o material preferido para a construção de barragens de terra.

Terra roxa

A terra roxa é um exemplo de solo argiloso que resulta de milhões de anos de decomposição de rochas basálticas, muito ricas em nutrientes, como o ferro, responsável pela coloração avermelhada. Esse tipo de solo é encontrado nos Estados do Paraná, São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul.

De acordo com o professor doutor Paulo Sérgio Pavinato, do departamento de Ciências do Solo da Escola Superior de Agronomia Luiz de Queiroz (Esalq), da Universidade de São Paulo, mesmo se tratando de um solo fértil, é preciso repor os nutrientes e corrigir o pH da terra roxa para que ela mantenha suas características ao longo do tempo.

O professor explica que a maioria das culturas se adapta à terra roxa, mas ela é normalmente utilizada para plantio de grãos como soja, milho e trigo, além de cana-de-açúcar e café. Por sua grande fertilidade, as terras roxas são as mais caras do Brasil.

Importância do solo

O solo é o recurso mais importante de um país, já que ele fornece o que é necessário para alimentar suas populações. No entanto, diversas atividades antrópicas têm provocado erosão e contaminação dos solos, gerando diversos prejuízos. Por isso, é importante que existam políticas públicas que preservem esse recurso e planejem seu uso consciente e sustentável.