Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Sabão probiótico peruano é composto por microrganismos capazes de reduzir drasticamente a poluição das águas

Imagem: Divulgação/AWA

O sabão probiótico AWA é a aposta de três empresas para descontaminar os rios e proteger os ecossistemas no Peru. Em algumas regiões do país, a prática de lavar roupas em rios e riachos é um costume muito comum, tanto pela tradição ancestral herdada dos Incas como pela ausência de água encanada em casa.

O problema é que o sabão em pó é um poluente perigoso, que pode contaminar a mesma água que as pessoas usam para beber, cozinhar e tomar banho. Em diversas partes do Peru, os rios são a principal fonte de vida dos moradores locais, que dependem deles para as atividades diárias e o lazer.

No entanto, a impureza das águas contaminadas pelas substâncias químicas do sabão em pó tradicional torna as pessoas vulneráveis ao desenvolvimento de doenças e infecções estomacais.

Para contornar a situação, a agência de criação DDB, a empresa de água mineral ANDEA e a start-up Cirsys se reuniram para desenvolver um sabão probiótico, batizado de AWA – que, além de inofensivo para a saúde dos rios, também contribui para a limpeza da água.

O produto em barra é composto por microrganismos que se alimentam da poluição e reduzem significativamente os níveis de contaminantes – especialmente nitrato e amoníaco, os dois maiores responsáveis pela disseminação de bactérias que afetam a saúde humana.

Esses microrganismos são liberados na água pela barra de sabão e se fixam nas pedras e algas presentes nos rios, permanecendo no local mesmo depois de concluída a lavagem.

A ideia é que, com o uso contínuo do sabão probiótico, a tradição andina passe a ser um sistema eficaz de limpeza constante das águas. As amostras revelaram que o produto é capaz de remover de 75 a 85% dos poluentes que contaminam os rios. A fórmula do sabão é ecologicamente correta e foi elaborada para garantir a eficácia da ação dos probióticos com o passar do tempo, mesmo depois de vários usos.

A campanha é apoiada por um vídeo que explica o projeto e incentiva governos e indústrias a fornecerem auxílio às pessoas que mantém viva a tradição milenar da cultura inca. É possível solicitar a fórmula do sabonete AWA preenchendo um formulário listado no site dedicado à iniciativa. Confira:



Veja também: