Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

“Pedogênese” é um termo utilizado para fazer referência ao processo de formação do solo

Pedogênese” é um termo utilizado para fazer referência ao processo de formação do solo. Ele ocorre quando as modificações causadas nas rochas pelo intemperismo, além de serem químicas e mineralógicas, tornam-se sobretudo estruturais, com importante reorganização e transferência dos minerais formadores do solo.

A origem e a formação do solo são fenômenos estudados pela Pedologia, área científica responsável pela análise das rochas que, ao passarem pelo processo de erosão, originam diferentes tipos de solo.

O que é solo?

Solo é todo material inconsolidado formado na superfície dos continentes pela ação do intemperismo e pedogênese, e que é capaz de suportar a vida, seja ela em sua forma vegetal ou animal. Em função das condições ambientais, os solos podem apresentar características e propriedades físicas, químicas e físico-químicas diferentes.

Assim, os solos podem ser argilosos, arenosos, vermelhos, amarelos ou cinza esbranquiçados. Eles ainda podem ser ricos ou pobres em material orgânico, e espessos (algumas dezenas de metros) ou rasos (alguns poucos centímetros), apresentando homogeneidade ou diferenças facilmente percebidas horizontalmente.

Intemperismo

O intemperismo é o conjunto de modificações de ordem física e química que as rochas sofrem ao aflorar na superfície da Terra. A rocha alterada e o solo, que são os produtos desse processo, também estão sujeitos a erosão, transporte e sedimentação, que acabam levando à denudação continental (termo geológico que indica a remoção da superfície de uma região por efeito erosivo), com consequente aplainamento do relevo.

Perfil de solo

O intemperismo e a pedogênese levam à criação de um perfil de alteração, também chamado de perfil de solo. Ele é estruturado verticalmente a partir da rocha-mãe na base, sobre a qual formam-se o saprolito e o solum (horizontes de transição entre a rocha e o solo), que constituem o manto de alteração ou regolito. 

Os materiais do perfil vão se diferenciando com relação à rocha parental quanto mais afastados se encontram dela. Essa diferenciação ocorre em termos de composição, estruturas e texturas. 

Sendo dependentes do clima e do relevo, o intemperismo e a pedogênese ocorrem de maneira distinta nos diversos compartimentos morfoclimáticos do globo, levando à formação de perfis de solo compostos de horizontes de estruturas e composições diferenciadas entre si.

Horizontes

Os horizontes são divididos em:

  • O: horizonte orgânico e superficial, formado por resíduos vegetais e animais decompostos ou em decomposição;
  • A: horizonte mineral com acúmulo de húmus;
  • E: horizonte claro de máxima remoção de argila e de óxidos de ferro e que está presente somente em alguns tipos de solo;
  • B: horizonte de máxima expressão de cor e agregação ou de concentração de materiais removidos de A e E;
  • C: material inconsolidado de rocha alterada, em processo de intemperismo;
  • Rocha-mãe: rocha não alterada.

Erosão

Pedogênese
Imagem de Alexander Schimmeck no Unsplash

Erosão” é um termo utilizado para descrever a remoção de materiais por agentes naturais em movimento na superfície terrestre. Esses materiais podem ser naturais ou construídos pelo ser humano. A água corrente, o gelo e o vento são alguns exemplos de agentes erosivos. Vale ressaltar que a erosão é um dos processos responsáveis por esculpir o relevo e modificar continuamente a superfície terrestre.

Apesar de ser um processo natural, a erosão dos perfis de solo vem sendo intensificada pela ação humana e uso inadequado dos solos. As principais consequências desse fenômeno são lixiviação, assoreamento, deslizamento de terra e desertificação, processos que causam graves prejuízos para diversos ecossistemas.