Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Proposta do Ministério do Meio Ambiente para ampliação do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (GO) será firmada em até 60 dias

Imagem: Wikimedia Commons

O Ministério do Meio Ambiente e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, cumprindo todos os requerimentos legais pertinentes, concluíram a proposta técnica para ampliação do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. No entanto, atendendo a uma demanda do Governo de Goiás (cujo governador já se manifestou favoravelmente), o ato de ampliação será firmado num prazo máximo de 60 dias.

A proposta abrange toda a formação geomorfológica da Chapada dos Veadeiros, apresentando um contínuo de vegetação nativa íntegra. Seu relevo está associado à existência de inúmeras nascentes de águas que correm em vales profundos e estreitos, marcados por rupturas de declive favorecendo o aparecimento de cachoeiras e corredeiras. A ampliação inclui uma área descontínua na região da Serra Geral do Paranã, bacia do rio Macaco, com predominância de formações florestais (Cerradão e Matas de Galeria) associadas a formações savânicas. Nove tipos de fitofisionomias típicas de Cerrado são registrados na área, o que propicia alta biodiversidade faunística. Serão protegidas no Parque 34 espécies da fauna ameaçadas de extinção, sendo 15 espécies de aves, 18 de mamíferos e uma espécie de abelha nativa. Há ocorrência de dezessete espécies da flora ameaçadas de extinção.

A proposta de ampliação dos limites do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros reveste-se de particular importância, não somente em termos de aumento de área protegida do Cerrado, como também atende a compromissos assumidos internacionalmente pelo País, tanto no âmbito da Convenção sobre Diversidade Biológica, como em decorrência da inscrição da área como Sítio do Patrimônio Natural da Humanidade pela Unesco, sob a qualificação “Áreas Protegidas do Cerrado”, juntamente com o Parque Nacional das Emas. Tal se deu pelo papel essencial dessas áreas na manutenção e proteção do bioma Cerrado, um dos ecossistemas mais antigos e de maior biodiversidade do mundo.

O Brasil é o país com o maior número de sítios inscritos na Unesco (12), seguido de México (6), Argentina (4) Peru (4), Costa Rica (3), Equador (2) e Cuba (2).

Fonte: Ministério do Meio Ambiente

Veja também:
Reservas naturais: o modo como a fauna e a flora brasileiras são preservadas
Em três anos, Curitiba ganhou três vezes mais áreas verdes que em duas décadas