Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Por meio de atuação conjunta com parceiros, expressiva meta foi atingida

Já se passaram oito anos de muitas lutas e boas vitórias alcançadas em prol da recuperação da Mata Atlântica e, consequentemente, de um ambiente melhor para se viver. Pé na lama, grandes caminhadas, picadas de mosquitos, chuvas intermitentes e calor escaldante sempre estiveram no caminho das equipes florestais da Iniciativa Verde, uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) que luta pela preservação e reconstrução ambiental, principalmente da Mata Atlântica.

Uma ideia do trabalho da organização pode ser pensada a partir da foto acima. Áreas antes degradadas hoje possuem vegetações em plena recuperação. E não se trata apenas de uma boa notícia para a flora. Com a volta das árvores, outros seres ao redor se integram e se reproduzem de maneira mais eficaz, como insetos, pássaros, mamíferos, répteis, ainda mais nesse tipo de vegetação tão rico e diversificado.

Atuação

A Iniciativa Verde, nesse curto período de atuação, não foi capaz de reverter os séculos de agressões sofridos pela Mata Atlântica, mas tem contribuído com o plantio de mais de 800 mil árvores em 480 hectares, área correspondente a 685 campos de futebol.

A instituição conseguiu recompor tudo isso graças a, aproximadamente, 1,2 mil projetos (Amigo da FlorestaCarbon Free, entre outros) feitos em parceria com mais de 600 financiadores e diversas famílias de pequenas propriedades rurais.

Os próximos oito e muitos anos

Já há novos projetos engatilhados, principalmente as parcerias envolvendo o BNDES e a Petrobras. Isso sem contar as companhias que passaram a adotar a compensação de emissões por meio do programa Carbon Free, também relacionado com a Iniciativa Verde (veja mais aqui).

Para conhecer mais sobre o trabalho da OSCIP, entre na página oficial.

Veja também:
Eduardo Jorge Martins Alves Sobrinho lança livro de artigos produzidos entre 2005 e 2012
Ambientalista lança livro sobre o atual desequilíbrio ambiental