Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Novo painel de energia solar é capaz de produzir energia durante a noite

Engenheiros da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, criaram um novo tipo de painel solar que produz energia durante a noite. Embora a maioria dos painéis convencionais já funcionem à noite, eles não produzem energia diretamente, mas usam o que é armazenado em reservatórios. Com a criação desse novo painel, os engenheiros foram capazes de otimizar o funcionamento dessas fontes de energia renovável

Os painéis novos funcionam a partir de uma diferença de temperatura que ocorre durante a noite. De acordo com os pesquisadores, quando os painéis não estão ativamente produzindo energia sem a ajuda do Sol, eles liberam calor para a atmosfera, que possui uma temperatura baixa. Essa “transferência de calor”, faz com que os painéis fiquem com uma temperatura menor do que o ar — o que gera a eletricidade. 

A transformação é feita com a ajuda de um gerador termoelétrico, que produz correntes a partir da diferença de temperatura entre o painel solar e o ar ambiente. 

A descoberta foi acidental, uma vez que o objetivo do gerador era de otimizar os componentes termoelétricos dos painéis solares. 

Mas, mesmo assim, a invenção foi capaz de gerar cerca de 50 miliwatts por metro quadrado, o que equivale a 0,04% do que é produzido durante o dia. A quantidade é suficiente para carregar um celular ou uma luz de LED. 

Embora não pareça muito, os idealizadores do projeto seguem otimistas, uma vez que a descoberta foi acidental. Por isso, é possível otimizar o painel para que ele consiga gerar mais energia durante a noite. 

A energia solar é um dos métodos abraçados pelo relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC, na sigla em inglês) publicado em 2022 para reverter os impactos da mudanças climáticas. Entre as resoluções divulgadas no documento, estão o corte do uso de combustíveis fósseis e, consequentemente, o investimento em fontes de energia renováveis. 

Além disso, o custo da energia solar caiu em até 85% desde 2010, tornando-a uma fonte de energia renovável economicamente viável, e que pode substituir a queima de combustíveis fósseis. 

Os painéis criados em Stanford ainda não podem substituir àqueles usados atualmente, porém, é possível que após a sua otimização ele seja um produto viável para a produção de energia durante a noite.