Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Programa trabalha em conscientizar a população dos efeitos da poluição do ar

Se preferir, vá direto ao ponto Esconder

Uma colaboração entre pesquisadores da Suécia, Quênia e Reino Unido com a Universidade de Portsmouth implantou um programa sobre a conscientização do impacto da poluição do ar com ajuda da música, dança e outras formas de arte.

A poluição do ar é uma ameaça para a saúde humana e para o meio ambiente. Projetos designados para impedir ou amenizar os impactos da proliferação de poluentes, embora essenciais, muitas vezes acabam falhando. Um dos motivos para que isso aconteça é a falta de conscientização do público sobre esses problemas. 

Acredita-se que o estudo realizado pela Universidade de Portsmouth é o primeiro que relaciona a arte com a poluição do ar. O projeto promove o ensinamento de questões ambientais em Mukuru, o conjunto de aproximadamente 20 vilas em Nairobi, no Quênia, com 70 mil habitantes. 

Representantes da pesquisa alegam que o projeto abriu novas perspectivas para a implementação de soluções práticas e outras definições da poluição do ar. Também foi reforçado que esse tipo de poluição não é distante da população e não pode ser isolado. 

Esse tipo de poluição é altamente nociva ao ser humano. Seus efeitos na saúde estão ligados ao desenvolvimento de doenças respiratórias, cardíacas, câncer e problemas no sistema reprodutivo. 

Uma nova perspectiva

A população de Mukuru foi instruída a abordar o tema pela arte. 

Os pesquisadores explicaram às crianças como contar suas experiências com a poluição pelo uso de desenhos e histórias escritas. Peças de teatro foram apresentadas em supermercados, campos de futebol e centros comunitários. Uma música foi escrita e divulgada em rádios e canais de televisão nacionais e é estimado que tenha alcançado por volta de 3 milhões de pessoas.

Uma das principais pesquisadoras do projeto, Dra. Sarah West, afirmou que a instalação ajudou a descobrir como o problema ambiental é entendido entre os habitantes de Mukuru. Ele também criou um espaço de debate e reflexão sobre o tema.

O engajamento foi fundamental para que o programa funcionasse. A participação do público não foi apenas benéfica para o entendimento do assunto, mas também para a sua conscientização frente a poluição do ar. Por isso, métodos criativos da arte, como a dança e a música foram essenciais em inspirar os habitantes.