Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Mata ciliar é a formação vegetal que protege as margens dos rios, córregos, lagos, represas e nascentes

Mata ciliar é um termo utilizado para fazer referência à formação vegetal que se desenvolve às margens de rios, córregos, lagos, represas e nascentes. Tal nomenclatura relaciona-se à analogia que se faz entre a função das matas para os rios e a função dos cílios para os nossos olhos: proteção. De maneira geral, ela protege os rios de assoreamento e os corpos hídricos de poluição. Por isso, a mata ciliar é considerada pelo Código Florestal como uma “Área de Preservação Permanente”.

A mata ciliar ocorre em diversos biomas, como Cerrado e Mata Atlântica. Por isso, pode apresentar tamanhos e tipos de árvores diferentes, muitas vezes relacionadas ao ambiente em que estão situadas.

Área de Preservação Permanente

Área de Preservação Permanente (APP) é uma “área protegida, coberta ou não por vegetação nativa, com a função ambiental de preservar os recursos hídricos, a paisagem, a estabilidade geológica e a biodiversidade facilitar o fluxo gênico de fauna e flora, proteger o solo e assegurar o bem-estar das populações humanas”, de acordo com o Novo Código Florestal. Ela busca atender ao direito fundamental de todo brasileiro a um “meio ambiente ecologicamente equilibrado”, conforme previsto no artigo 225° da Constituição da República Federativa do Brasil.

As Áreas de Preservação Permanente foram instituídas por Lei para mitigar os impactos socioambientais causados pela ação humana. Assim, elas possuem o objetivo de proteger os recursos hídricos, conservar a biodiversidade de espécies de plantas e animais, controlar a erosão do solo e, consequentemente, o assoreamento e a poluição dos cursos d’água.

Outra função das Áreas de Preservação Permanente é proporcionar a infiltração e a drenagem pluvial, contribuindo para a recarga dos aquíferos e diminuindo a ação das águas na dinâmica natural, evitando enxurradas, inundações e enchentes. Para isso, é necessário que essas áreas sejam monitoradas pelo poder público.

Importância da mata ciliar

Como dito anteriormente, as matas ciliares representam uma proteção natural dos cursos d’água. Isso porque suas raízes impedem a ocorrência de casos de erosão fluvial, em que as águas desgastam as bordas que as comprimem e provocam abalos na estrutura superficial.

Outra forma de atuação das matas ciliares é na “filtragem” do ambiente ao redor dos rios, evitando ou diminuindo a presença de sedimentos trazidos com a água das chuvas e da poluição. Além disso, permitem que os animais silvestres desloquem-se de uma região a outra para buscar alimentos e acasalar.

Ameaças

Pode-se dizer que a principal causa de remoção das matas ciliares é a atividade pecuária, já que as áreas úmidas ao redor dos cursos d’água favorecem a pastagem em tempos de seca. Além disso, a atividade agrícola convencional, baseada em monoculturas, favorece a destruição desse tipo de vegetação, aumentando o assoreamento dos rios.