Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Quais são os possíveis riscos da máquina de lavar e secar para o meio ambiente?

A máquina de lavar e secar é um eletrodoméstico essencial para diversas famílias ao redor do mundo, facilitando o processo de lavagem de roupas durante uma rotina corrida. Desde a popularização da máquina de lavar e secar na década de 50, a confecção e distribuição desses eletrodomésticos só cresceu. Acredita-se que semanalmente, cerca de 840 milhões desses aparelhos sejam ligados ao redor do mundo. 

Contudo, embora a praticidade, esses eletrodomésticos podem contribuir para a degradação do meio ambiente por conta de diversos fatores. Além do óbvio desperdício de água e energia, acredita-se que a máquina pode contribuir para alguns tipos de poluição. A lavagem de roupas, por exemplo, ajuda na liberação de microplásticos no meio ambiente. 

Embora os microplásticos nesse processo sejam majoritariamente resultantes da indústria têxtil, a máquina de lavar e secar também contribui na liberação. Enquanto o uso de fibras de plástico na confecção de roupas continua, é necessário criar novas alternativas na lavagem de roupas. Além disso, a interrupção do uso das máquinas pode contribuir para outros efeitos além da poluição por microplástico. 

Dados gerais 

De acordo com a Discover Magazine, a maioria dos estudos cobrindo o assunto desses eletrodomésticos envolvem apenas a máquina de lavar. Porém, outras pesquisas acreditam que a secadora pode apresentar outras ameaças ao meio ambiente. Do que se sabe sobre os eletrodomésticos inclui: 

  • Uma máquina de lavar residencial gasta até 41 galões de água por lavagem; 
  • Já as máquinas comerciais podem gastar mais de 34 mil galões de água e até 910 quilowatts de energia por ano;
  • Máquinas de lavar residenciais emitem 179 milhões de toneladas de CO2 por ano; 
  • Detergentes líquidos e outros produtos usados na lavagem de roupas contribuem para a poluição química e alguns são considerados carcinogênicos;
  • Uma secadora é responsável pela liberação de 120 metros de microfibras no ar a cada ano.

Impactos ambientais

Os impactos ambientais resultantes do uso da máquina de lavar e secar são atribuídos a partir de uma Avaliação do Ciclo de Vida (LCA). Existem seis etapas no LCA da lavanderia, que envolvem: ingredientes, fabricação, embalagem, transporte, fase de uso e final de vida útil. 

Contabilizando todas essas etapas, a emissão de gases do efeito estufa, uso de energia e gasto de água são enormes, o que contribui para a degradação do meio ambiente. Confira alguns dos efeitos dessas máquinas a seguir. 

Emissões de carbono

Segundo um estudo realizado pelo Journal of Integrative Environmental Sciences, a lavanderia é responsável por até 8,29% das emissões anuais residenciais de carbono só nos Estados Unidos. Isso se dá, por parte, pela energia necessária para “alimentar” essas máquinas — só a geração de energia em si responde por até 33% das emissões. 

Além disso, a eletricidade não é necessária apenas no uso doméstico da máquina de lavar e secar. A sua produção também depende da energia, aumentando o número de emissões ainda mais. 

Produtos químicos perigosos

De acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade de Washington, alguns tipos de detergentes líquidos e folhas perfumadas usadas na secagem de roupas contêm químicos perigosos que são liberados no ar, contribuindo para a poluição do ar

Microplásticos

Estima-se que 60% de todas as roupas fabricadas no mundo usem o petróleo como matéria-prima. O material dá origem a tecidos como o poliéster e o nylon, que liberam microplásticos quando lavados. Essas partículas são muito pequenas para serem retidas na filtragem do esgoto e acabam atingindo os oceanos, contaminando peixes e outros animais. 

Cientistas de Hong Kong indicam que as secadoras de roupas são as maiores fontes de poluição de microfibras de plástico na atmosfera. Foi relatado que apenas uma secadora é responsável pela liberação de 120 metros de microfibras no ar a cada ano. 

As microfibras são uma categoria de microplásticos que são soltas pela indústria têxtil e seus produtos. Tecidos sintéticos comumente usados como o poliéster e o elastano liberam microplásticos na lavagem, secagem e até no uso de roupas. Por seu tamanho reduzido, a maioria desses microplásticos são imperceptíveis e vão parar no meio ambiente. 

Os microplásticos possuem diversas ameaças para o meio ambiente e para a saúde humana por causa de sua composição. A produção de diversos tipos de plástico, por exemplo, contém químicos perigosos que são disruptores endócrinos.

Poluição

Como já mencionado, diversos fatores da lavagem de roupas contribuem para a poluição. Seja a poluição do ar e da água através da liberação de microplásticos ou a poluição química derivada do uso de alguns produtos.
Qualquer tipo de poluição resultante da máquina de lavar e secar é prejudicial e apresenta impactos negativos no meio ambiente.

Como reduzir esses impactos?

Enquanto a indústria da moda não trabalha na confecção de tecidos mais sustentáveis e duráveis, é possível se adaptar para a redução dos impactos ambientais gerados pela lavagem de roupas. Entre preferir o consumo de roupas de tecidos biodegradáveis, otimizar o tempo de uso da máquina, usar água fria e eliminar a utilização de secadoras de roupas, existem diversos modos de contribuir para a saúde do planeta enquanto usa roupas limpas.
Confira nossas matérias sobre o tema e diminua o impacto da sua máquina de lavar e secar: