Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Com os preços aumentando, torna-se tarefa cada vez mais difícil ter uma rotina alimentar saudável e sustentável. Como comprar itens naturais se está tudo “pela hora da morte”? Abaixo listamos algumas dicas de como comer bem gastando pouco para que os valores não pesem tanto no seu bolso.

Planeje suas refeições

Não basta ir ao supermercado apenas com uma lista. Planeje as refeições que você fará no futuro e compre apenas o que irá usar e que não possui em casa. Trate sua ida ao mercado como uma complicada missão militar. Evite as fileiras do meio, vá direto para as seções de verduras e laticínios. E siga a lista! Saia o mais rápido possível antes que aquela barra de chocolate entre no seu campo de visão.

Use a criatividade com as sobras

Libere o chefe de cozinha que tem dentro de você e faça suas sobras valerem a pena. Pode ser um pedaço de carne do almoço que se tornou um sanduíche gourmet, ou uma fruta no café da manhã que pode virar uma saborosa salada de frutas no almoço. Além do desperdício ser um problema sério no mundo, quanto menos você desperdiçar, menos você vai comprar da próxima vez.

Seja vegetariano algumas vezes na semana

Ser vegetariano ao menos uma vez na semana é muito bom para o meio ambiente e para a sua saúde. Agora, ser vegetariano mais vezes por semana (duas ou até três? Quem sabe?) pode ajudar também o seu bolso. Carnes, principalmente a vermelha, no Brasil, são produtos mais caros na comparação com verduras e legumes. Use sua criatividade e crie pratos deliciosos sem carne.

Fique de olho no que compra

Produtos da estação são afetados pela falta de chuvas e pelo calor intenso, portanto, na hora de comprar seus alimentos, ainda mais frutas e legumes, fique de olho no que está em grande quantidade e não parece afetado pelo calor.

Além disso, por que não tentar algo novo? Se houver um produto em bom estado e com um bom preço, porque não experimentar fazer algo delicioso com ele e descobrir novos sabores?

Armazene seus alimentos propriamente

Quando bem armazenadas, carnes podem durar até um ano no seu refrigerador. Portanto, para fazer com que seu dinheiro tenha valido a pena, armazene bem seus alimentos para que dessa forma eles durem mais.

Encontre alternativas para seus alimentos

Você está atrás de um nutriente em especial? Querendo mais fibra em sua dieta? Pipoca é uma alternativa barata e bem mais gostosa (evite as de micro-ondas). Procurando proteínas? Atum é uma boa fonte. Existem várias alternativas mais baratas para diferentes nutrientes.

Tem alimento em casa sem uso? Reaproveite-os em outras receitas:

Plante um jardim

Encare o problema de frente. Se os produtos estão diminuindo e encarecendo, plante seus próprios alimentos e dê adeus aos preços elevados. Pesquise que tipo de semente e solo é ideal para o clima em que você se encontra, ou faça um jardim a partir de restos de comida. Também é possível usar a casca de ovo para fazer uma sementeira.

Caso seus vizinhos também cultivem um jardim, troque dicas, receitas e até os frutos.

Estoque

Com as altas de preços é preciso estar preparado. Nada mais de ser surpreendido no supermercado! Quando for fazer compras, aproveite as promoções e estoque o quanto puder (lembrando que produtos como ovos e leite não são indicados para estocar).

Certifique-se de armazenar bem os alimentos para que eles não estraguem.

Esqueça a embalagem

Quanto mais pré-cortadas ou pré-embaladas suas carnes e verduras são, mais caras elas ficarão. Carnes cortadas em pequenas porções saem mais caras que comprar pedaços maiores. O mesmo se aplica em comprar frutas e vegetais pré-cortados, sendo mais barato comprá-los inteiros.

Assista ao vídeo abaixo e aprenda como fazer uma horta vertical: