Técnicas de neutralização de carbono: plantio de árvores

eCycle

A neutralização de carbono pelo sequestro florestal de CO2 é a técnica mais comum hoje em dia e pode ocorrer por plantio de árvores ou conservação de áreas florestadas

Neutralização por plantio de árvores

Com o cálculo da geração de gases de efeito estufa (GEEs) de empresas, eventos ou pessoas é possível realizar a quantificação de árvores necessárias para compensar as emissões. As árvores absorvem CO2 (gás carbônico ou dióxido de carbono) pela fotossíntese, usado para seu crescimento, que é armazenado na biomassa (folhas, tronco, raízes) e é o estoque de carbono. Mas elas também emitem CO2 quando respiram (de noite) e quando morrem (decomposição ou queima de sua biomassa). Quando o carbono absorvido em uma floresta excede a emissão de CO2 pela respiração das árvores, ocorre o chamado sequestro de carbono.

A neutralização de carbono por plantio de árvores ocorre pelo sequestro de carbono da atmosfera, que é fixado na biomassa da planta, ou seja, sequestrado do meio ambiente para ser fixado na planta. Uma árvore, em média, é capaz de sequestrar 15,6 quilos de CO2 por ano - isso facilita a determinação de quantas árvores serão necessária para neutralizar as emissões de empresas obtidas no inventário de emissão de GEEs. A técnica de plantio de árvores também é o método mais acessível para pessoas físicas que desejam neutralizar suas emissões do dia a dia, sem esquecer, é claro, que é essencial reduzir a pegada de carbono fazendo melhores escolhas. Existem calculadoras que contabilizam o CO2 emitido e quantas árvores são necessárias para neutralizar determinado valor.

Para realizar a ação de neutralização de carbono, o emissor pode escolher investir em novas áreas de reflorestamento bem como em áreas já consolidadas, como projetos de conservação. A aplicação de investimentos em novas áreas se dá por meio de compra e plantio de mudas, bem como em sua manutenção. Em programas de preservação, muitas vezes as árvores já são adultas e têm grande estoque de carbono por hectare, assim existem custos de manutenção florestal, bem como infraestrutura e administração.

Essas áreas de conservação certificadas podem vender o CO2 captado por meio do comércio de créditos de carbono ou pelo Redução das Emissões por Desmatamento e Degradação Florestal (REDD), que é um mecanismo de prevenção de emissão. Como dito anteriormente ao morrerem as árvores liberam o CO2 acumulado em sua biomassa, o REDD representa as emissões evitadas pelo desmatamento ou degradação florestal.

Devido à alta aceitação pela sociedade, baixo impacto associado, fácil acessibilidade, baixo custo e pelos outros benefícios que os serviços ecossistêmicos das florestas oferecem, o plantio de árvores é hoje a técnica mais comum para neutralizar emissões de CO2 e contribuir para mitigação do aquecimento global.

Veja o vídeo (em inglês) sobre o papel das árvores no sequestro de carbono.


Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail