Fatos curiosos sobre alimentos que você provavelmente não conhecia

eCycle

Açúcar como status de riqueza, cerveja enterrada com trabalhadores das pirâmides egípcias, o "boom" da sardinha e muito mais

Alimentos

Todo mundo sabe que os chineses inventaram o macarrão e que a pizza é italiana... Mas como surgiu o açúcar? Houve animais exterminados pela gula humana por carne? A National Geographic fez uma página que explica a origem de diferentes alimentos e detalha algumas curiosidades. E, claro, também encontramos outras pequenas curiosidades sobre alimentos inerentemente brasileiras. Dê uma olhada:

Açúcar

  1. Antes do açúcar industrializado, nosso consumo de açúcar era proveniente de frutas. Seres humanos ingerem até três vezes mais açúcar do que o recomendado pelas autoridades alimentícias, devido ao açúcar adicionado nos produtos industrializados. Veja dicas de como deixar o açúcar industrializado de lado.
  2. Seu corpo está desejando açúcar? Você não precisa consegui-lo comendo um doce. A natureza nos provê açúcar em frutas. Uva passa, bananas e mangas são repletas de açúcar e de vitaminas.
  3. Quando o açúcar foi introduzido na sociedade, os mais ricos ficaram instantaneamente interessados. Era um produto tão raro na época que foi considerado uma especiaria e se tornou caro demais para os plebeus. Um exemplo disso foi a Rainha Elizabeth da Inglaterra - ela era tão fã de doces que seus dentes eram enegrecidos e serviam como prova de sua indulgência. Já que o açúcar era caro, as pessoas começaram a escurecer seus dentes com outras substâncias para parecerem ricos. Então podemos adicionar esse hábito à lista dos que fazem mal aos dentes.
  4. Açúcar mascavo contém mais vitaminas e minerais do que o açúcar refinado.

Carne

  1. Cozinhar faz com que seu alimento seja mais fácil de mastigar e digerir e, durante esse processo, podemos adquirir mais energia com menos esforço. O calor ajuda a "quebrar" mais facilmente o alimento, diminuindo o esforço para o nosso sistema digestivo, além de matar bactérias antes de elas entrarem no corpo.
  2. O dodô e o mamute-lanoso são apenas algumas das criaturas que desapareceram da face da terra devido à gula humana.
  3. O método de fogo baixo e lento, muito usado em churrascos para deixar a carne macia e saborosa, nasceu do desejo de deixar as partes menos apetitosas e duras do animal mais desejáveis. São necessários seis metros quadrados de terra agrícola, 200 litros de água, três quilos de ração animal e 303 watt-hora de energia em produção e transporte para fazer 113 gramas de carne.
  4. Feito de leite de soja e disponível em diferentes variedades, o tofu contém aminoácidos essenciais e pode ser usado como substituto da carne em diferentes pratos.
  5. Seitan ou carne de glúten, oferece bastante proteína, mas por causa de suas grandes concentrações de glúten não é recomendado para aqueles com restrições alimentares. Tempeh, diferente do tofu, é feito inteiramente de soja e usado na fabricação de hambúrgueres vegetarianos. Saiba mais sobre cozinha vegana.
  6. A quinoa, fonte de proteína favorita dos antigos incas, é um ingrediente versátil que fornece fibra, vitamina E e ferro.
  7. Cientistas estão trabalhando para produzir carne em laboratório sem a necessidade de criar animais para abate. Em 2013, Dr. Mark Post criou o primeiro hambúrguer usando células tronco de uma vaca. O resultado foi comestível, porém, um tanto caro; 140 g teve um custo de produção estimado em US$ 330 mil.

Pão e grãos

  1. O custo dos grãos aumentou sete vezes nos últimos 100 anos.
  2. A datação por carbono indica que a agricultura começou seu desenvolvimento 14,5 mil anos atrás. Plantas estavam sendo colhidas, animais sendo domesticados e pessoas começavam a se assentar em conjuntos de terra, permitindo que a civilização se tornasse organizada e estável.
  3. Alguns dos trabalhadores envolvidos na construção das pirâmides do Egito eram pagos com comida e cerveja ao invés de dinheiro. Parte daqueles que morreram durante as construções foi enterrada com porções de cerveja e pão para levar consigo na pós-vida.
  4. Antes da Revolução Industrial, o processo que envolvia fazer pão do tipo branco e fofo era caro. A comida para os ricos era atraente, mas era o pão mais barato e menos refinado que tinha mais nutrientes.
  5. A pesquisa de Pasteur e o eventual desenvolvimento da pasteurização foram estimuladas pelo desejo de resolver os problemas que assolavam a indústria alcoólica na França.
  6. Grãos são essenciais até para amantes de carne. Nos EUA, é estimado que seis quilos de grãos são necessários para produzir 450 gramas de carne. Está claro que a produção de carne requer uma grande quantidade de grãos, que fornecem mais nutrientes diretos que a carne e sem eles não teríamos hambúrgueres ou os pães que os acompanham.
  7. Soylent, um nova bebida instantânea, procura oferecer uma nutrição completa que permite ao seu consumidor cessar quase inteiramente o consumo de comida tradicional. Como um problema de superpopulação para produtores de comida no mundo todo, inovações como esta podem ser necessárias para a sobrevivência humana.
  8. Durante longas viagens no mar era mais seguro beber cerveja do que água. Ao contrário da água, a cerveja possui uma boa capacidade de preservação durante muito tempo e é rica em nutrientes. Em 2010, mergulhadores descobriram garrafas fechadas de cerveja que naufragaram a mais de 200 anos e que ainda eram aptas para consumo. Se cervejas de 200 anos não são do seu gosto, que tal uma cerveja feita de água de esgoto? Apetitoso do mesmo jeito, não?

Peixe

  1. Enquanto civis passavam aos poucos a aceitar atum em suas dietas no início do século XX, foi durante a Segunda Guerra Mundial que se impulsionou a fama do peixe. Para manter soldados americanos em boa forma, apesar do racionamento de comida durante a guerra, o governo americano transformou atum enlatado em uma fonte conveniente de proteína. Soldados continuaram comendo atum após a guerra.
  2. Sobrepesca é a maior causa para o declínio da população de peixes ao redor do mundo, por não permitir a recuperação das espécies mesmo existindo esforços internacionais para regularizar a mesma.

Gastronomia e os sentidos

  1. O olfato tem a capacidade de engatilhar memórias específicas, já que o bulbo olfatório do cérebro está conectado a áreas associadas com emoções e memórias.
  2. No início dos século XVII, exploradores trouxeram o café para a costa europeia. Quando a bebida foi introduzida à cidade de Veneza em 1615, membros locais do clero suplicaram ao Papa para condenar esta “Invenção amarga de Satã”.
  3. Sentindo-se cansado? Guarde o café e coma uma maçã para ter um impulso de energia.
  4. Muita gente atualmente não conhece uma vida sem comida congelada.
  5. Clarence Birdseye foi pioneiro no processo de congelamento rápido em 1924 que ajuda a comida congelada a manter seu sabor. Sua técnica foi tão inovadora e eficaz que lhe rendeu 168 patentes.
  6. Um dos pioneiros da gastronomia moderna, Auguste Escoffier era conhecido como “Rei dos Chefs, Chef de Reis”. Suas contribuições incluem a definição dos cinco principais molhos e foi um dos primeiros a propor o engarrafamento de molhos para uso doméstico.
  7. Gastronomia molecular é a ciência dos fenômenos culinários. Hervé This é um físico e químico que utiliza moléculas com sabores específicos para construir sabores quimicamente. Enquanto isso, Pablos Holman propôs a criação de uma impressora 3D que imprime comida. Quanto à comida há dúvidas, mas já temos impressoras 3D que imprimem grama.

Confira um vídeo (em inglês, sem legendas) com Hervé This falando um pouco mais sobre a gastronomia molecular.

Prazeres e o sentimento de culpa

  1. Evolucionariamente falando, sal, açúcar e gordura são ingredientes que fornecem a energia necessária para os seres humanos se tornarem a espécie dominante na Terra e, nossos guilty pleasures (aqueles produtos absolutamente pecaminosos que sabemos que não se pode comer, mas a vontade acaba sendo mais forte do que nós), estão repletos de tudo isso e os consumimos em grande quantidade.
  2. Estudos demonstraram que quando seu cérebro está cansado, comidas calóricas, como hambúrgueres, parecem apelativos já que seu corpo está procurando uma fonte rápida de energia.
  3. Comida que derrete facilmente na boca ou que rapidamente desaparece, sinaliza ao cérebro que você não está satisfeito, apesar de estar ingerindo muitas calorias.
  4. O brinde do McLanche Feliz da cadeia de fast food McDonalds foi introduzida às famílias americanas em 1979 e fez da empresa o maior distribuidor de brinquedos no mundo. O McLanche Feliz é responsável por aproximadamente 20% das vendas do McDonalds.

Curiosidades finais

  1. O forno micro-ondas foi inventado quando um cientista, Percy Spencer, passou em frente a uma válvula eletrônica (que mais tarde viria a ser uma das partes essenciais para construção do micro-ondas) e o chocolate, em seu bolso, derreteu.
  2. A American Airlines economizou € 136 mil em 1987 eliminando uma azeitona de cada salada servida na primeira classe.
  3. Se você ingerir muito wasabi e sua boca começar a "queimar", pare de respirar pela boca e comece a respirar pelo nariz. A queimação irá desaparecer em alguns segundos.
  4. Japoneses nunca pedem quatro peças de nada. Para eles, o número quatro é um número azarado por causa de sua semelhança gramatical com a palavra morte ("Shi"). O medo do número quatro é conhecido como tetrafobia e é comum em países como China, Coreia, Japão e Taiwan.
  5. O nome do doce "brigadeiro" vem do brigadeiro Eduardo Gomes (brigadeiro, para quem não sabe, é um posto de uso da aeronáutica equivalente à patente de general do exército), um candidato à presidência do Brasil em 1945. As mulheres que o apoiavam decidiram criar um doce para vender e arrecadar fundos para a campanha do candidato: era o "doce do brigadeiro".
  6. Pizza é uma das comidas favoritas dos paulistas e isso não é novidade. Mas, de acordo com a pesquisa divulgada pela ECD Food Service, 53% das pizzas consumidas diariamente no país acabam na barriga dos habitantes do estado. Existem cinco mil pizzarias em São Paulo, indústria essa que gera R$ 5 bilhões por ano. Isso é muito dinheiro e muita pizza, além de muitas caixas de pizza que não podem ser recicladas.


Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail