Oito hábitos que fazem mal aos dentes

eCycle

Livre-se de práticas ruins para melhorar sua saúde bucal

No Brasil, o sorriso é nosso cartão de visita. Sorrimos na hora de pedir café, quando encontramos alguém ou para pedir desculpas. Por essas e outras, é importante cuidar bem dos dentes, escovando e passando fio dental regularmente. No entanto, uma má escovação pode causar os mesmos problemas que tentamos evitar. Abaixo, citamos oito hábitos comuns e que fazem mal para a saúde dos seus dentes. Confira e aprenda como escovar os dentes corretamente!

1. Escovar muito rapidamente

Muitas pessoas não passam tempo suficiente escovando seus dentes. Dentistas recomendam uma escovação de dois a três minutos, mas poucos persistem por tanto tempo. Da próxima vez em que for escovar os dentes, fique de olho no relógio para ver quanto tempo você costuma gastar. Se for pouco, adquira o hábito de marcar o período de escovação com o cronômetro do celular, principalmente quando você está morrendo de sono ou atrasado para o trabalho. Caso tenha uma escova de dentes elétrica, programe o timer que vem incluso.

2. Não prestar atenção na escovação

Certifique-se de se olhar no espelho enquanto escova os dentes. Assim, além de ter uma chance de admirar sua beleza, você poderá ficar de olho no progresso da escovação. É fácil perder a área da linha da gengiva, que é a parte mais importante, pois é o lugar em que placa, tártaro e bactérias podem crescer e trazer inflamações e infecções das gengivas, também conhecidos como gengivite. Também fique de olho nos molares (os dentes da parte traseira da boca) - é possível que a parte interna das suas bochechas impeça que a escova chegue até eles.

Lembre-se: ao prestar mais atenção na hora de escovar os dentes, será mais provável perceber algo de errado com seus dentes, como falhas, fraquezas, bruxismo, entre outros, que devem ser avisados ao dentista.

3. Escovar de forma errada

O esmalte dentário é um tecido que cobre e protege os dentes. Ao escovar de um lado para o outro, você pode desgastar o esmalte dental, levando a quebras e fraqueza nos dentes. Dentistas recomendam segurar a escova em um ângulo de 45 graus e escovar da gengiva à ponta dos dentes em suaves movimentos circulares.

4. Usar força excessiva

três escovas de dentes

As chances de desgaste do esmalte dental são maiores se a escovação é muito forte, se há uso de escovas com cerdas duras e rígidas (dentistas recomendam o uso de cerdas macias) ou se você tem o hábito de cerrar ou ranger os dentes. Esses fatores, em conjunto com uma escovação errada e bruta, podem causar entalhes próximos à linha de gengiva, chamados de lesões de abfração; sem contar que tais hábitos podem ser traumáticos para gengivas sensíveis.

5. Usar escova com cerdas muito duras

pasta de dente

Certifique-se de comprar uma escova com cerdas macias para minimizar o dano; mesmo assim, sua escova de dentes pode causar lesões, caso seja usada incorretamente.

Também é aconselhável trocar sua escova a cada três meses - ou em um período menor, se estiver desgastada. Com o tempo, as cerdas da escova de dentes passam a se quebrar, como uma ponta-dupla de cabelo, e bactérias entram nessas pequenas fissuras. Para minimizar o crescimento dos germes, limpe sua escova com água quente após o uso e deixe que se seque completamente. Veja maneiras de reaproveitar sua escova de dentes para outras tarefas.

6. Utilizar pasta de dente que danifica o esmalte dental

Por serem abrasivas, as pastas de dente feitas de bicarbonato de sódio são boas para tirar manchas, no entanto isso também significa que elas têm maior efeito no esmalte do dente, causando desgaste. É uma troca que pode não valer a pena.

7. Não passar o fio dental devidamente

O fio dental age onde sua escova de dentes não alcança. Cáries são comumente formadas em superfícies em que dois dentes se tocam. Assim, bactérias ficam presas nesse espaço e se alimentam do açúcar encontrado nos alimentos, produzindo químicos que desgastam o esmalte dental e começam a se infiltrar na dentina, terceira camada da formação do dente. Caso a bactéria consiga se infiltrar e se espalhar na dentina, isso pode proporcionar o início do processo de apodrecimento dos dentes.

Para aprender a usar o fio dental de forma correta, dê uma olhada no manual de uso abaixo (confira mais dicas sobre fio dental).

Uso correto do fio dental

8. Não lavar após a escovação

Uma boa escovação e o bom uso do fio dental irão liberar a placa repleta de bactérias da superfície do seu dente. Porém, é preciso um pouco mais para se certificar que as bactérias vão, de fato, deixar a sua boca. Faça bochecho com um enxaguante bucal sem álcool. Se não houver um enxaguante bucal, uma boa lavagem com água pode ser suficiente para ajudar a eliminar a placa.


Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail