Japão inaugura usina solar que flutua sobre a água

eCycle

Usinas solares flutuantes surgem como tendência em energia renovável no Japão

Apesar das usinas de energia solar reduzirem muito a quantidade de emissões, em geral, elas precisam ocupar uma grande área. Mas no Japão, onde o espaço físico é extremamente escasso, a tendência atual é a construção de usinas de energia solar flutuantes.

Na prefeitura de Hyogo, uma usina solar flutuante foi lançada em maio. Ela se localiza em um reservatório e vai produzir cerca de 2.680 megawatts-hora (MWh) por ano - o suficiente para manter 820 famílias. As empresas Kyocera Corp, uma grande empresa de painéis solares japonesa, e a Century Tokyo Leasing, começaram a desenvolver esses projetos. A Kyocera planeja construir dezenas de estações em reservatórios de todo o Japão, especialmente nas áreas mais prejudicadas em relação ao espaço disponível.

A estação conta com cerca de 9,1 mil painéis solares à prova d'água e um flutuador feito de polietileno de alta densidade. É a terceira instalação desse tipo da Kyocera; as duas outras, em versões menores, foram lançadas no início de 2015 em lagos. A medida será muito útil para a estratégia energética do Japão após o desastre de Fukushima, podendo praticamente dobrar a quantidade de fontes de energia renováveis ​​no país até 2030.

As operações da estação foram iniciadas em meados de junho. Ela tem uma área de 333 metros por 77 metros, e de acordo com o Japan Times, vai vender a energia que produzir para a empresa Kansai Electric Power, em Osaka, por cerca de US$ 780 mil anuais.

Uma vantagem de estações de energia solar flutuantes é a eficiência. Um relatório da Korea Water Resources Corporation descobriu que nas temperaturas mais baixas dos módulos flutuantes a eficiência é 11% superior aos equivalentes em terra. A água resfria o sistema e, assim, ajuda a gerar energia de forma mais eficaz. Os reservatórios são lugares ideais para essas instalações. Ao sombrear a água, elas também reduzem a evaporação e o crescimento de algas, duas preocupações comuns em relação aos reservatórios.

A Kyocera lançará uma grande instalação solar flutuante no reservatório Yamakura Dam, da prefeitura de Chiba, até março de 2016, o que irá gerar um número estimado de 15.635 megawatts-hora em um ano. A estação se tornará a maior instalação solar flutuante do mundo.

Você tem vontade de instalar equipamentos de energia solar na sua residência? Clique aqui e saiba como.


Fonte: Qz.com




Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail