Consumo de alimentos processados cresce na China

eCycle

Novos dados apontam que 144 milhões dos adultos chineses estão com diabetes e a obesidade infantil está aumentando

De acordo com a Euromonitor International (empresa que fornece relatórios de pesquisa de mercado, estatísticas e outras informações sobre países e consumidores), a China será a maior consumidora de comidas processadas até 2015. Sua população poderá chegar a incrível marca de 107 milhões de toneladas de alimentos processados consumidos, o que ultrapassará os 102 milhões de toneladas anualmente digeridas pelos Estados Unidos. Mesmo assim, levando em conta as proporções, o cidadão comum chinês vai consumir somente por volta de um quarto da quantidade de alimentos processados que o cidadão comum dos Estados Unidos consome.

O motivo pelo qual os chineses estão trocando sua dieta habitual, que envolve arroz, vegetais, macarrão e carnes, por uma dieta tipicamente ocidental, deve-se à migração do campo para as cidades e ao fato de cada vez mais mulheres estarem tomando parte da força de trabalho do país. Com isso, o preparo das comidas típicas, que leva tempo, acaba sendo substituído, a fim de manter o ritmo acelerado das cidades.

Mas essa mudança não veio sozinha. Pesquisadores chineses afirmam que o país está enfrentando uma epidemia de problemas de saúde (veja mais aqui), que vão de diabetes doenças cardiovasculares a infartos e até complicações nos rins.

Além disso, os consumidores chineses não possuem as variadas opções que existem no mercado ocidental. Então, não há alternativas mais saudáveis, como alimentos com mais vitaminas, sem alguns ingredientes prejudiciais à saúde ou orgânicos. Novos dados apontam que 12%, ou 144 milhões, dos adultos chineses estão com diabetes, enquanto a obesidade infantil está aumentando.

Veja também:
-Promessa fajuta: conheça sete alimentos que parecem saudáveis, mas não são
-Dez alimentos que você deve evitar para preservar seu cérebro
-Conheça, de verdade, os alimentos orgânicos 


 

Comentários 

 
-1 #1 2013-10-09 13:51
Um problema mundial se chama excesso. Cade a educação alimentar deles! O excesso aliado ao consumismo desenfreado vira problema de saúde. Mas como os governos só olham para os tributos, acabam esquecendo da saúde. E depois todos pagam.....
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail