Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

A tecnologia de captura e armazenamento de carbono apresenta vantagens e desvantagens significativas

As tecnologias de captura e armazenamento de carbono tem sido muito discutidas nos últimos tempos, sendo vistas como uma das possíveis soluções para reduzir os impactos das mudanças climáticas. No entanto, mesmo desenvolvidas com o intuito de preservar a vida humana no planeta, essas tecnologias nem sempre estão livres de malefícios.

O CCS, do inglês Carbon Capture and Storage, surgiu como uma ferramenta capaz de amenizar os impactos das emissões de grandes quantidades de dióxido de carbono na atmosfera provenientes de combustíveis fósseis e indústrias.

Em 2005, alguns cientistas e o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) apontaram essa tecnologia como um mecanismo de mitigação não único, mas imprescindível. Contudo, para outros, ela veio apenas para reforçar o uso de combustíveis fósseis nos meios de produção das indústrias tradicionais.

Prós e contras da captura e armazenamento de carbono

Existem prós e contras quando se fala na tecnologia de captura e armazenamento de carbono. O primeiro ponto contra é que, até o efetivo desenvolvimento e disseminação dessa ferramenta, muito combustível fóssil ainda será queimado. Isso faz com que muitos cientistas duvidem da validade dessa solução, uma vez que a própria existência do CCS pode reforçar um aumento no uso desses combustíveis.

Contudo, aqueles a favor da disseminação do CCS defendem que o uso de combustíveis fósseis está longe de acabar. De acordo com John Thompson, participante da Fossil Fuel Transition Project, o uso dessas fontes de energia continua aumentando. Por isso, uma tecnologia que diminua a emissão de dióxido de carbono da atmosfera pode desempenhar um importante papel, ainda que não seja a melhor solução.

Outro custo, além do energético, são os elevados investimentos necessários. Para conter o aquecimento global na meta de 1,5 °Celsius, seriam necessários mais de cem projetos de CCS, a fim de eliminar 270 milhões de toneladas de poluição de dióxido de carbono por ano, de acordo com a Agência Internacional de Energia.

No entanto, os custos dessa ampliação não atraem as grandes indústrias. Assim, soltar esse gás na atmosfera é muito mais barato. Entenda o que é aquecimento global no vídeo abaixo:

Ainda, para além das dificuldades dessa tecnologia de captura, o armazenamento também passa a ser pauta de debate. Existem diversos riscos envolvendo as técnicas de armazenamento geológico desse gás do efeito estufa, como a ocorrência de terremotos e vazamentos acidentais.

Tecnologia sustentável

Para cientistas como Peter Eisenberger, um dos fundadores da Global Thermostat, uma tecnologia que não retira dióxido de carbono da atmosfera não é sustentável. Nas palavras de Eisenberger “Por que gastar tanto tempo, energia e ingenuidade chegando com soluções que não são realmente soluções?”. Segundo ele, apenas a tecnologia que remove o gás já presente no ar poderia ser a solução chamada de “carbono-negativo” e viabilizar a comercialização do composto comprimido no mercado.

Assim, a tecnologia que retira o dióxido de carbono diretamente do ar surge com a promessa de resolver muitos dos problemas em torno do CCS. Ao contrário da captura tradicional, a ferramenta não precisa ser acoplada diretamente nas fontes poluidoras para seu funcionamento.

Como a captura é feita através da atmosfera, o carbono capturado é proveniente de vários tipos de emissões, como as de carro ou avião, transportes responsáveis por metade da liberação de gases do efeito estufa no planeta. Dessa forma, diferentemente das técnicas de capturas tradicionais que exigem uma remodelagem do complexo industrial, ela pode ser mais facilmente instalada.

Além disso, os defensores da captura pela atmosfera afirmam que essa tecnologia permite uma redução significativa dos custos e dos gastos energéticos, uma vez que ela não precisa de elevadas temperaturas e concentrações para o seu funcionamento. A ferramenta também tem outras vantagens, como processos comprovados, maior pureza do gás carbônico e maior flexibilidade na localização.

Sendo assim, as técnicas de captura e armazenamento de carbono, ao mesmo tempo em que aparecem como uma ajuda extremamente importante, apresentam consequências a serem ponderadas. Embora a captura pelo ar pareça diminuir muitos desses efeitos ou dificuldades de implementação, o fato de que as fontes de energia devem ser substituídas não muda.