Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Preconceito com brechós é coisa do passado! Confira 5 razões para investir em peças usadas em vez de comprar em marcas de fast fashion

Brechós são opções incríveis para quem busca peças exclusivas, de qualidade, por um preço mais em conta. E o melhor é que existem brechós para todos os gostos: dos mais acessíveis aos mais caros; do estilo vintage ao básico; dos moderninhos até os clássicos.

Além de promover a moda sustentável, apostar em brechós também pode ser uma maneira de fazer o bem: para quem quer garimpar peças bacanas e, de quebra, ajudar quem precisa, existem diversos brechós beneficentes em todo o Brasil. 

Como os brechós ajudam a reduzir os impactos socioambientais da indústria da moda?

Comprar roupas usadas é uma maneira de contribuir para minimizar os diversos impactos ambientais e sociais envolvidos na produção e no consumo desenfreado de roupas.

Segundo a Environmental Protection Agency, a indústria têxtil está entre os quatro tipos de indústrias que mais consomem recursos naturais e que mais poluem. Além disso, esse sistema fomenta a desigualdade sociocultural, ao passo que utiliza empregos sazonais e informais para manter o baixo custo da produção.

Se a loja onde você compra utiliza trabalho escravo ou infantil em sua confecção e descarta resíduos químicos nocivos de forma incorreta no meio ambiente, você está alimentando essas práticas – mas também é preciso levar em conta que a falta de poder de escolha, que se deve em grande parte aos preços elevados de certas marcas, deixa os compradores de mãos atadas. 

Assim, em algumas situações, os consumidores têm o poder de apoiar ou punir marcas por suas atitudes sociais e ambientais, o que se reflete na sua escolha de qual loja comprar. Para isso, é essencial se informar dos produtos que o fabricante utiliza. Se você deseja se tornar um consumidor responsável e eco-friendly, deve se questionar como, onde e por quem foi feita aquela roupa que você irá comprar.

Brechós versus marcas de fast fashion

Vale a pena lembrar que as marcas de fast fashion costumam produzir peças que são utilizadas menos de cinco vezes e geram 400% mais emissões de carbono do que peças comuns, que são utilizadas, em média, 50 vezes. E a produção de roupas não polui apenas com emissão de carbono.

Para produzir fibras têxteis é preciso desmatar, utilizar fertilizantes, agrotóxicos, extrair petróleo e transportar, entre outras formas de poluição. Para saber mais sobre o impacto da produção de roupas, confira a matéria: “Impactos ambientais das fibras têxteis e alternativas“.

Além dos impactos gerados na produção, também existe o problema do descarte. Com um ciclo de vida tão curto, muitas peças vão parar precocemente em aterros sanitários e lixões.

A fibra têxtil mais empregada na produção fast fashion é o poliéster, um plástico. E o poliéster demora em torno de 200 anos para se decompor. Dependendo da configuração do tipo de fibra têxtil (muitas vezes há mistura de poliéster e algodão), a peça pode não ser reciclável. E o pior, lavar roupa libera microplásticos que vão parar no mar e, depois em nós: “Há microplásticos no sal, nos alimentos, no ar e na água”.

5 motivos para comprar em brechós 

1. Brechós poupam seu bolso

Um brechó é um ótimo lugar para comprar itens de que você precisa com desconto. Você pode encontrar de tudo, desde móveis e eletrodomésticos até pelas de roupa e itens raros de coleção.

2. O meio ambiente agradece

O Bureau of Labor Statistics classifica a função de vendedor de brechó como um “emprego verde” (ou emprego ecológico). Isso porque todas as etapas do processo de produção de roupas consomem enormes quantidades de água. Para se ter uma ideia, são necessários pelo menos 400 galões de água no cultivo de algodão suficiente para fabricar uma única camiseta; já a fabricação de uma única calça jeans exige pelo menos 1.800 galões

Existem também todos os pesticidas que são frequentemente usados ​​para cultivar algodão, que podem contaminar as águas subterrâneas e superficiais, levando à acidificação do solo e ao escoamento agrícola que pode perturbar os ecossistemas.

Todo o processo de produção de roupas também requer um altíssimo consumo de energia: isso inclui lavagem, redução do tamanho, branqueamento, enxágue, tingimento, impressão, acabamento, transporte, embalagem etc.

A compra em brechós estimula o reaproveitamento de roupas e peças já criadas, diminuindo a necessidade de confecção de peças adicionais.

Finalmente, ao comprar em brechós, você está ajudando a reduzir a quantidade de resíduos nos aterros sanitários. 

3. Os brechós oferecem itens novos ou pouco usados por um valor muito menor que o da etiqueta

Não é incomum encontrar itens pouco usados ​​ou sem uso, ainda com etiqueta, nos brechós. Além de economizar, comprar em brechós facilita o consumo de peças mais duráveis e de qualidade superior, que você poderá manter no armário por anos antes que se estraguem. 

O maior problema da fast fashion é que, embora os valores das peças geralmente sejam reduzidos, você acaba comprando mais, uma vez que as roupas duram muito menos.

Como peças de roupa de qualidade costumam ser muito menos acessíveis do que aquelas oferecidas por marcas de fast fashion, as pessoas se sentem desincentivadas a investir em um casaco ou calça durável.

A boa notícia é que nos brechós é possível encontrar peças incríveis, de qualidade muito superior, por um valor muito menor do que nas lojas tradicionais.

4. Você faz o seu estilo

Comprar em brechós não só é mais sustentável, como também é muito mais exclusivo. Lojas de fast fashion são famosas por criar coleções com base nas tendências da época, que provavelmente vão cair em desuso em pouco tempo. Lembra da calça de cintura superbaixa, que fez um enorme sucesso no início dos anos 2000?

O melhor que você pode fazer pelo seu guarda-roupas é investir em peças atemporais, clássicas, que nunca saem de moda, que vão bem com tudo e que imprimem seu estilo próprio. 

5. Brechós evitam a acumulação desnecessária

Pode ser difícil se desfazer de um item quando você gastou muito dinheiro com ele, mesmo que seja improvável que volte a usá-lo. No entanto, se esse item foi comprado por 20 reais em um brechó, você não terá tanto apego por ele. Repassar as roupas que você não usa mais também é uma atitude sustentável.