Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Confira pequenas ações pessoais que podem ajudar a evitar a propagação dos efeitos da mudança climática

Uma pesquisa realizada na Universidade de Leeds, na Inglaterra, reuniu algumas mudanças de estilo de vida que podem ajudar a reverter ou amenizar alguns efeitos das mudanças climáticas

Desde as mudanças estruturais vindas com a revolução industrial, o mundo e, consequentemente, o clima passam por intensas mudanças prejudiciais. O aumento contínuo da temperatura e outros fatores fazem com que a vida na Terra fique mais difícil todos os dias. Por isso, novas soluções são procuradas constantemente a fim de amenizar os impactos causados pelas mudanças climáticas. 

Em comparação com o mundo pré-industrial, a temperatura já aumentou um pouco mais de 1ºC. Para que essas mudanças parem de se agravar e não se tornem irreversíveis, especialistas indicam que esse número não pode exceder 1,5ºC. Porém, o mundo atual ainda não está preparado para tomar parte com ações capazes de reverter os efeitos das mudanças climáticas. 

Assim, os pesquisadores da Universidade de Leeds tomaram frente ao assunto, procurando algumas ações pessoais que produzem um impacto positivo na pegada ambiental humana. De acordo com um dos líderes da pesquisa, não podemos esperar mudanças em conjunto e devemos tomar uma partida pessoal agora. 

Assim foi criado o movimento “The Jump”, ou “O Pulo”, que instiga seus participantes a tomarem, ou pularem, por seis etapas a fim de desacelerar o processo das mudanças climáticas. A campanha pede para que as pessoas assumam pelo menos uma das seguintes tarefas por um, três ou seis meses: 

  • Seguir uma dieta à base de plantas e lixo zero
  • Comprar apenas três peças de roupa novas por ano
  • Ficar com produtos eletrônicos por pelo menos sete anos
  • Não faça mais do que um voo de curta distância a cada três anos e um voo de longa distância a cada oito anos
  • Se desfaça de qualquer veículo movido a motor que tenha, ou continue com ele pelo maior tempo possível
  • Faça pelo menos uma mudança estrutural, como a de fontes de energia verdes

Embora a campanha The Jump seja nova, essas medidas já foram debatidas como possíveis revertérios dos efeitos das mudanças climáticas. De acordo com um estudo recente, se todos os americanos cortarem o seu consumo de carne, por exemplo, em pelo menos 25%, existiria a redução de 1% das emissões anuais de gases do efeito estufa. 

Contudo, o conjunto de medidas sugeridas pelo movimento seriam responsáveis pela redução de cerca de 25% a 27% das emissões planetárias atuais. Esses dados são provas reais que, embora medidas públicas devem ser implementadas por planos governamentais, também é possível fazer a sua parte para reverter os impactos negativos do aquecimento global