O que é micose, tipos e como tratar

eCycle

Micose é uma infecção fúngica que pode afetar várias parte do corpo, causando bastante desconforto. Entenda

micose

O que é micose?

A micose, também conhecida como dermatofitose ou tinea, é uma infecção fúngica da pele.

A infecção por micose pode afetar seres humanos e animais. A infecção apresenta manchas vermelhas locais ou que se espalham pelo corpo, podendo afetar a pele do couro cabeludo, pés, virilha, barba, braços, costas ou outras áreas.

Sintomas de micose

Os sintomas variam, dependendo de onde é a infecção. Com uma infecção de pele, podem aparecer os seguintes sintomas:

  • Vermelhidão, prurido, escamação ou manchas vermelhas em alto relevo;
  • Manchas que desenvolvem bolhas ou começam a se espalhar lentamente;
  • Manchas que podem ser mais vermelhas nas bordas externas ou lembram um anel;

Se você estiver com micose de unha, ela poderá se tornar mais grossa ou descolorida, as unhas também podem começar a rachar. Se a micose for no couro cabeludo, os cabelos ao redor dela podem se romper ou cair.

Tipos de micose

A micose, dependendo da parte do corpo que afeta, possui nomes distintos:

  • Micose do couro cabeludo (tinea capitis): muitas vezes começa como pequenas feridas que se desenvolvem em manchas carecas e escamosas que causam comichão. É mais comum entre as crianças;
  • Micose do corpo (tinea corporis): muitas vezes aparece como manchas com a forma redonda característica de “anel”;
  • Micose na virilha (tinea cruris): refere-se à infecção da pele ao redor da virilha, parte interna das coxas e nádegas. É mais comum em homens e meninos adolescentes;
  • Micose no pé (tinea pedis): é o nome comum para a infecção que também é conhecida como pé de atleta. Acomete frequentemente pessoas que andam descalças em locais públicos onde a infecção pode se espalhar, como vestiários, chuveiros e piscinas.

O que causa a micose?

Três tipos diferentes de fungos podem causar micose. Eles são chamados de trichophyton, microsporum e epidermophyton . É possível que esses fungos possam viver por um período prolongado como esporos no solo. Humanos e animais podem contrair micose após contato direto com esse solo. A infecção também pode se espalhar pelo contato com animais ou outros humanos infectados. A micose é comumente disseminada entre crianças e pelo compartilhamento de itens que podem não estar limpos o suficiente, como toalhas e chinelos.

Quem corre risco de pegar micose?

Qualquer um pode desenvolver micose. No entanto, a infecção é mais comum entre crianças e pessoas que possuem gatos de estimação. Cães e gatos podem pegar micose e depois passá-la para os seres humanos que os tocarem. Sintomas de micose em animais de estimação incluem:

  • Manchas sem pelo na pele no formato circular;
  • Manchas ressecadas ou escamosas;
  • Manchas completamente sem pelos ou com pelos frágeis e quebradiços;
  • Áreas opacas ou esbranquiçadas ao redor das patinhas.

A propensão a desenvolver micose é maior quando se entra em contato com os fungos ou com a pele úmida ou ferida. Usar um chuveiro público ou áreas de piscina públicas também aumenta a chance de aparecimento de micose.

Quem anda muito descalço tem maior propensão a desenvolver micose dos pés (pé de atleta). Quem compartilha itens como escovas de cabelo ou roupas não lavadas também têm um risco maior de desenvolver a infecção.

Diagnóstico de micose

A médica ou médico irá diagnosticar a micose examinando a pele e, possivelmente, usando uma luz negra para ver se a área foi afetada. Se a pele estiver infeccionada, a parte afetada pelo fungo irá brilhar sob luz negra.

Também podem ser solicitados os seguintes exames:

  • Biópsia de pele ou cultura de fungos;
  • Exame de KOH (é feita uma raspagem da pele infectada e, em seguida, é adicionado hidróxido de potássio (KOH) sobre a coleta). O KOH destrói as células normais e deixa as células fúngicas intocadas, tornando mais fácil a visualização do material pelo microscópio.

Como tratar micose

Podem ser prescritos vários medicamentos, dependendo da gravidade da infecção por micose.

A micose de virilha, micose de pé e a micose de pele podem ser tratadas com medicamentos tópicos, como cremes antifúngicos, pomadas, géis ou sprays.

A micose no couro cabeludo ou nas unhas pode exigir medicamentos orais, como cetoconazol, griseofulvina ou terbinafina.

Medicamentos de venda livre e cremes antifúngicos para pele também podem ser recomendados para tratar a micose. Produtos de venda livre podem conter clotrimazol, miconazol, terbinafina ou outros ingredientes relacionados.

Medidas

Além da prescrição e da medicação, a médica ou médico pode recomendar que você cuide da infecção em casa, praticando alguns dos seguintes hábitos:

  • Evitar roupas que irritem a área infectada;
  • Cobrir a infecção com um curativo, se não for possível evitar roupas que irritem a pele;
  • Lavar a roupa de cama, toalhas e roupas do corpo diariamente;
  • Limpar e secar a pele regularmente.

Se você está coçando a pele com frequência por conta da micose, você também pode desenvolver outros tipos de infecção, causadas por estafilococos ou estreptococos da pele. Nesse caso, também podem ser prescritos antibióticos para tratar a infecção bacteriana durante o tratamento para a micose.

Quanto tempo dura a micose?

Os medicamentos para a pele podem eliminar a micose em duas a quatro semanas. Se você está sofrendo de dermatofitose grave e não está respondendo a tratamentos sem receita ou tratamento em casa, seu médico pode prescrever pílulas antifúngicas para limpar a infecção. A maioria das pessoas responde positivamente ao tratamento. Entretanto, é preciso observar se há questões adjacentes que estão causando baixa na imunidade, como alergias alimentares, intolerâncias ou sensibilidades, como a sensibilidade ao glúten.

Prevenção da micose

Você pode evitar micose:

  • Lavando as mãos depois de interagir com um animal;
  • Desinfectando e limpando as áreas onde habitam animais de estimação;
  • Evitando contato com pessoas ou animais com micose, se você estiver com o sistema imunológico enfraquecido;
  • Tomando banho regularmente;
  • Evitando umidade no corpo com sapatos e roupas apertados, principalmente depois da prática de exercícios;
  • Evitando compartilhar itens pessoais como roupas ou escovas de cabelo com pessoas que possam ter micose;
  • Mantendo os pés sempre limpos e secos;
  • Mantendo hábitos alimentares saudáveis, consumindo muitos vegetais, alimentos probióticos e água e evitando álcool, glúten, massas e doces.

Fonte: Healthline

Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail