O que é pegada de carbono?

Conheça o que o conceito significa e para que ele serve

Nuvens

Muitas atividades rotineiras que você faz acabam proporcionando emissões atmosféricas de gases do efeito estufa (GEEs). Imagine que todos na cidade, no estado, no país e no mundo também fazem atividades parecidas... É muita emissão, não é mesmo? Para que se tenha noção das quantidades, todos esses gases podem ser convertidos em dióxido de carbono equivalente (CO2eq). Quando mensuramos a quantidade de dióxido de carbono equivalente emitida na atmosfera temos a pegada de carbono. Mas antes de sabermos para que ela serve, vamos entendê-la melhor.

O que é a pegada de carbono ?

A pegada de carbono (carbon footprint - em inglês) é uma metodologia criada para medir as emissões de GEEs - elas são convertidas em CO2eq. Os gases são emitidos na atmosfera durante o ciclo de vida de um produto, de processo ou de um serviço; exemplos de atividades que geram emissões: queima de combustíveis fósseis, cultivo de arroz, criação de pastagem para gado, desmatamento, queimadas, produção de cimento, entre outras.

A pegada de carbono também faz parte da pegada ecológica (ou ambiental), definida por Rees and Wackernagel, que é uma metodologia que mensura a quantidade de terra necessária para sustentar o nosso estilo de vida. A pegada de carbono faz parte desta metodologia, pois uma parte do dióxido de carbono é absorvida por oceanos e florestas que são áreas bioprodutivas. A pegada de carbono representa, hoje em dia, mais de 50% da pegada ecológica, sendo o fator que mais cresce desde a década de 70 do século XX, quando a pegada de carbono era uma pequena fração da pegada ecológica.

Para que serve a pegada de carbono ?

Por meio da pegada de carbono podemos analisar os impactos que causamos na atmosfera e as mudanças climáticas ocasionadas pelo lançamento de GEEs a partir de cada produto, processo ou serviço que consumimos, pois emitimos muito mais gases do que a Terra é capaz de absorver. Se você come um prato de arroz e feijão, saiba que houve uma pegada de carbono para essa refeição (plantação, cultivo e transporte). Conhecer as nossas emissões de dióxido de carbono equivalente, direta ou indiretamente, é muito importante para reduzi-las com a finalidade de desacelerar o aquecimento global, melhorar a qualidade de vida do planeta, reduzir a pegada ecológica e evitar o overshoot, conhecido como a sobrecarga da Terra.

Normas e protocolos

GHG protocol

É um método muito utilizado para a formulação de inventários de GEEs; é compatível com normas ISO e com métodos de quantificação do IPCC; analisa emissões nas cadeias de valor de organizações.

PAS 2050

Quantifica as emissões de GEEs no ciclo de vida dos produtos e serviços de uma empresa com o intuito de gerenciá-los e reduzi-los, permitindo a rotulagem dos produtos.

ISO 14064

Fornece diversas ferramentas para o desenvolvimento de programas de redução de emissões de GEEs para serem aplicados na indústria e no governo para atuações mais sustentáveis.

ISO 14067

Especifica princípios, requisitos e orientações para quantificação e comunicação da pegada de carbono dos produtos (PCP).

Como reduzir a pegada de carbono?

A mudança de hábitos é essencial para a redução da pegada de carbono. Escolher produtos que possuem embalagem recicláveis ou recicladas, preferir alimentos orgânicos, usar sacolas retornáveis, ser vegetariano pelo menos uma vez na semana (e de preferência mais do que isso), fazer a compostagem dos resíduos orgânicos, reduzir o consumismo e deixar o carro em casa, substituindo-o por bicicleta ou por transporte coletivo (um litro de gasolina emite 2,3 kg de CO2eq na atmosfera e a fabricação de cinco sacolas plásticas emite 1 kg de CO2eq)... Todas essas ações contribuem para a redução da pegada de carbono.

Veja o vídeo ilustrativo (em inglês).



Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail