O que são as terras raras?

Terra rara é um importante recurso, mas pode causar grandes danos quando não tomados os devidos cuidados

Você sabe o que são terras raras ? Não, não estamos falando de praias desertas ou locais inabitados. Terras raras são substâncias químicas usadas na indústria para a produção de diversos itens. Embora sejam abundantes, as terras raras, ou metais de terras raras, recebem esse nome por serem de difícil extração, devido, em parte, às suas semelhanças químicas. Macios, maleáveis, dúcteis e de coloração que varia de cinza escuro a prateado, o grupo das terras raras é composto por 17 elementos químicos, sendo 15 lantanídeos, mais o escândio (Sc) e o ítrio (Y). Os 15 elementos são: lantânio (La), cério (Ce), praseodímio (Pr), neodímio (Nd), promécio (Pm), samário (Sm), európio (Eu), gadolínio (Gd), térbio (Tb), disprósio (Dy), hólmio (Ho), érbio (Er), túlio (Tm), itérbio (Yb) e lutécio (Lu).

Suas propriedades químicas e físicas são utilizadas em uma grande variedade de aplicações tecnológicas e estão incorporadas em supercondutores, magnetos, catalisadores, entre outros. Essas substâncias também foram muito usadas em tubos de raios catódicos para televisores e computadores.

É estimado que por volta de 97% das terras sejam produzidas na China, maior exportadora do mundo desses elementos. Devido à diminuição da quantidade da exportação das terras raras pelo país asiático, outros países ao redor do mundo passaram a se dedicar à mineração e extração de terras raras.

Reciclagem

Com o número limitado de locais economicamente viáveis para se minerar terras raras e também por causa dessa menor quantidade exportada pela China, a reciclagem se tornou fundamental para a disponibilidade do elemento pelo mundo. De acordo com estimativas, somente 1% de todos os elementos que compõe o grupo dessa substância química é reciclada atualmente, apesar de a maior quantidade das substâncias ter a possibilidade de ser recuperada. A fabricante de veículos Honda tem um método para reciclar baterias que extrai até 80% das terras raras e reutiliza todos os elementos

No entanto, o processo de reciclagem é complicado, pois após recolher o material, ele deve passar por um processo químico de separação. Em seguida, eles devem ser purificados e, no caso de óxidos, devem ser combinados com outros produtos para serem reutilizados.

Os perigos atrelados

Devido à presença comum de tório(Th) e urânio(U) em minérios de terras raras, torna-se um perigo minerar, refinar e reciclar, já que esses dois elementos são radioativos. No método de refinamento, são necessários ácidos tóxicos, e qualquer má utilização ou vazamento desses ácidos pode causar grandes danos ambientais.

Em 2011, a mina Bukit Merah, na Malásia, foi culpada por causar defeitos de nascença e leucemia em uma cidade de onze mil habitantes. A Mitsubishi, que explorou a mina até 1992, teve que gastar US$ 100 milhões para efetuar a limpeza do local.

Brasil e as Terras Raras

Desde que a China começou a diminuir sua extração e a se tornar mais rígida com a mineração e exportação das terras raras, muitos países começaram a procurar fontes dentro de seus territórios. O Brasil não foi exceção e tem discutido amplamente essa possibilidade, a começar pela regulamentação necessária.


Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail