Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Turbinas eólicas podem provocar a morte de aves e afetar ecossistemas

A energia eólica produz energia elétrica com a ação do vento sobre as turbinas eólicas, que são rotacionadas e, assim, geram energia. Esse tipo de energia renovável é o que provoca menos danos ambientais. Ainda assim, gera alguns impactos negativos para o meio ambiente. Entenda o impacto das turbinas eólicas em animais.

Energia eólica

A energia eólica é a energia produzida a partir da movimentação do vento sobre as turbinas eólicas. A partir dessa movimentação, as turbinas rotacionam e a convertem em energia elétrica. Esse tipo de energia é categorizado como um tipo de energia verde ou energia renovável, uma alternativa à produção de energia não-renovável, que gera impactos ambientais, como a poluição atmosférica.

Dados de 2018 indicam que o Brasil é o 8º país que mais produz energia eólica no mundo. Entre as alternativas de energias renováveis, a energia eólica é a que oferece menores impactos ambientais. Apesar disso, os seus impactos existem, sobretudo na vida e bem-estar de animais. Esses impactos podem ser provocados a partir da instalação das turbinas eólicas, operação ou descarte de materiais.

Efeitos da instalação e operação de turbinas eólicas

Para gerar uma grande quantidade de energia a partir do vento, é necessário a instalação de um parque eólico. Esse parque consiste em uma grande área com várias turbinas eólicas. Assim, a sua instalação pode levar ao desmatamento da vegetação de um ecossistema, alterando a dinâmica do local. 

Em conjunto com as turbinas eólicas, são construídas estradas de acesso ao parque, intensificando a fragmentação de habitats. Essas alterações retiram a moradia e o esconderijo de espécies, favorecendo predadores e levando ao desequilíbrio ecológico. 

De acordo com um estudo, a construção de estradas e bueiros, que são usados para o transporte e para drenar a água, geram a morte de tartarugas no deserto de Agassiz.

Outros impactos são alterações climáticas, bem como aumento da incidência solar e a existência de ruídos no ambiente. As instalações de turbinas eólicas podem alterar a distribuição de chuvas e nuvens, afetando o ciclo de chuvas em vários locais no planeta. 

Na Escócia, os parques eólicos provocaram um aumento na temperatura do ar em 0,18ºC, além de terem aumentado a variação da temperatura no solo. A umidade relativa do ar durante a noite teve um aumento de 0,03 g/m3. Já no Texas, houve um aumento na temperatura de 0,72ºC a cada dez anos.

Animais voadores

Aves. Imagem de taniadimas em Pixabay

A rotação das turbinas pode levar a ferimentos e até mesmo à morte de animais voadores, como morcegos e aves em migração. Esse é um dos problemas mais recorrentes desse tipo de instalação. Por isso, é importante um estudo prévio para determinar a localização da instalação.

As espécies de aves mais vulneráveis à colisão com turbinas são as que apresentam um corpo e asas menores e mais pesadas. Enquanto isso, no caso dos morcegos, os mais vulneráveis são aqueles que costumam permanecer empoleirados. Entretanto, em ambos os casos, as espécies migratórias são as mais atingidas.

De acordo com uma pesquisa, no ano de 2012 aproximadamente 573.000 aves e 600.000 a 888.000 morcegos foram atingidos e mortos pelas turbinas nos Estados Unidos. Na Califórnia, cerca de 46,4% das aves foram atingidas por turbinas eólicas.

Além da movimentação das turbinas, o ruído provocado por elas também gera impactos, como o estresse nos animais. De acordo com um estudo, esse ruído pode levar à morte de morcegos. Isso porque os morcegos utilizam a ecolocalização para percorrerem seu caminho. Com isso, as turbinas podem atrair os morcegos e provocar ferimentos.

No Brasil, pesquisas demonstram que as turbinas eólicas são responsáveis pela morte de espécies de aves e morcegos que existem em grande quantidade, como os morcegos das espécies Molossus molossus, Pteronotus gymnonotus e Artibeus planirostris. Apesar disso, algumas espécies raras também são afetadas, como a Nyctinomops macrotis, uma espécie de morcego.

Por outro lado, pesquisadores indicam que a presença de parques eólicos pode favorecer a sobrevivência de Tyrannus forficatus, uma ave conhecida popularmente como tesourinha-rosada. Esse fenômeno ocorre devido à diminuição da população de seus predadores, as aves de rapina. Dessa forma, o aumento da população de tesourinha-rosada pode provocar o desequilíbrio do ecossistema.

Descarte de resíduos

Além da operação e instalação das turbinas eólicas, o descarte incorreto de materiais que compõem esse sistema provoca danos ambientais. Muitas vezes, os materiais não são destinados para a reciclagem ou descartados no local correto. Com isso, esses produtos podem ser despejados no meio ambiente, afetando a vida dos animais presentes no local.