Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Promovida pelo Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas, iniciativa oferece palestra em vídeo, seguida de sessão de dúvidas ao vivo com linguagem acessível

Por Agência FAPESP – O Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (IAG-USP) leva conhecimento sobre astronomia para estudantes do ensino básico de escolas de todo o Brasil por meio da ação de extensão universitária “Atendimento Astronômico Virtual”.

A iniciativa oferece atendimento gratuito com uma palestra em vídeo sobre temáticas de astronomia, seguida de uma sessão de dúvidas ao vivo com linguagem acessível.

As instituições interessadas devem consultar o calendário de visitas no site do IAG-USP e fazer a inscrição por formulário on-line. Os agendamentos serão realizados conforme a disponibilidade de vagas, por ordem de chegada, e informados por e-mail pela organização do programa.

O professor interessado deve formar turmas de 20 a 50 alunos, divididas por estudantes do ensino fundamental 1 (4º e 5º anos), ensino fundamental 2 ou do ensino médio. O limite de agendamentos por escola para o semestre é de duas turmas, que devem ser cadastradas separadamente, com os dados específicos de cada uma. Turmas de educação de jovens e adultos (EJA) também podem participar.

As palestras oferecidas abordarão temas como Sistema Solar, Via Láctea e outras galáxias, origem do Universo, estrelas, entre outros.

O atendimento é on-line e os alunos podem acompanhar na escola ou em casa pelo canal do YouTube, às terças ou quintas-feiras, com início às 15 horas e duração de até duas horas. A interação é feita pelo chat do canal, que será divulgado aos inscritos.

Os monitores que atuam no atendimento são alunos de graduação e de pós-graduação do IAG e de outros institutos da USP, sob a coordenação do professor Reinaldo Santos de Lima, do IAG-USP.

Este texto foi originalmente publicado por Agência Fapesp de acordo com a licença Creative Commons CC-BY-NC-ND. Leia o original.