Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Óleo de peixe é um suplemento rico em ômega 3 que nem sempre é benéfico à saúde

Óleo de peixe é uma substância rica em ômega 3 extraída de peixes e comercializada como suplemento. Em pesquisas, esse óleo já foi associado à prevenção de doenças, entre outros benefícios à saúde. Apesar disso, outros estudos também sugerem que há riscos na ingestão excessiva do óleo de peixe.

O que é óleo de peixe?

O óleo de peixe é a gordura ou óleo extraído do tecido do peixe. Geralmente, são os peixes oleosos que fornecem essa substância, mas é comum que o óleo de peixe também seja extraído do fígado de algumas espécies. 

O óleo de peixe é rico em ômega 3, um ácido graxo que desempenha papéis fundamentais para o bom funcionamento do metabolismo humano. Ele mantém a saúde das membranas celulares, das funções cerebrais e a qualidade da transmissão de impulsos nervosos.

Assim, por ser rico em ômega-3, o óleo de peixe já foi associado a diversos benefícios à saúde. 

Possíveis benefícios

Pode ajudar em transtornos mentais

Pesquisas relacionaram o óleo de peixe ao tratamento de certos transtornos mentais. O óleo é rico em ômega 3 que é essencial para o funcionamento normal do cérebro. Em estudos, pessoas com certos transtornos mentais mostraram níveis sanguíneos de ômega 3 mais baixos e o suplemento mostrou ajudar a prevenir o aparecimento ou melhorar os sintomas de alguns desses transtornos (confira estudos a respeito: 1, 2, 3, 4).

Pode ajudar na perda de peso

Em pesquisas, os suplementos de óleo de peixe mostraram melhorar a composição corporal e os fatores de risco para doenças do coração em pessoas obesas. Outros estudos, indicaram que esses suplementos, em combinação com dieta e exercícios físicos, podem ajudar a perder peso (confira estudos: 5, 6, 7, 8, 9).

Pode reduzir a inflamação

O óleo de peixe tem propriedades anti-inflamatórias e, por isso, pode ajudar a tratar condições que envolvem inflamação crônica. O suplemento também pode reduzir a dor nas articulações, a rigidez e as necessidades de medicamentos em pessoas com artrite reumatoide (confira estudos: 10, 11, 12).

Pode ajudar na saúde ocular

Os olhos precisam do ômega 3. Por esse motivo, estudos mostram que quem não recebe ômega 3 suficiente tem maior risco de desenvolver doenças oculares. Por outro lado, uma pesquisa descobriu que consumir alta dose de óleo de peixe por 19 semanas melhorou a visão em todos os pacientes com degeneração macular relacionada à idade (DMRI).

Esse consumo de altas doses de suplementos, no entanto, deve ser acompanhado de orientação médica, pois também há controvérsias sobre os reais efeitos do óleo de peixe.  

Óleo de peixe é realmente benéfico? 

Algumas pesquisas revelam que o consumo de óleo de peixe pode não ser benéfico em determinados casos. Um estudo da Virginia Commonwealth University descobriu que os suplementos de ômega 3 estão associados a uma maior probabilidade de desenvolver fibrilação atrial em pessoas com níveis elevados de lipídios no sangue.

O estudo incluiu uma revisão abrangente para responder a questão sobre os óleos de peixe realmente apresentarem riscos. Essa análise concluiu que a suplementação de ômega 3 foi associada a um risco muito maior de fibrilação atrial em comparação com o placebo. Pesquisas anteriores também comprovaram que o excesso de ômega 3 no organismo traz problemas à saúde.

A maneira como as substâncias afetam o corpo é, em grande parte, um mistério. Por isso, sempre devemos nos questionar sobre o uso de suplementos se não forem em situação de tratamento de uma deficiência. Tomar suplementos não substitui a riqueza de uma dieta saudável e o ômega 3 pode ser obtido em alimentos como linhaça e sementes de chia. Para mais, é importante sempre obter orientação médica e evitar “autoprescrição”.