Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

"Praga" para alguns, o babaçu é matéria-prima para extração do óleo de coco babaçu, que tem muitos benefícios

O óleo de babaçu é extraído do coco babaçu, um dos representantes mais importantes das palmeiras brasileiras, muito comum no estado do Maranhão e em grande parte da floresta amazônica (Pará, Amazonas, Rondônia, Acre e Bolívia). O babaçu cresce em uma árvore grande – que pode chegar a até 20 metros de altura – e muito resistente, podendo até suportar queimadas e ataques de predadores. O babaçu rebrota vigorosamente em enorme quantidade depois que a mata é queimada e desmatada para fins agrícolas. Tal peculiaridade leva muitos a encararem o babaçu como uma “praga”, pois se instala facilmente e é difícil de exterminar, o que desencoraja o estabelecimento de outras culturas.

Cada palmeira de coco babaçu pode apresentar até seis cachos, e são neles que ocorre a frutificação. Os frutos surgem de agosto a janeiro e apresentam uma forma oval alongada, de coloração castanha. Dentro de cada fruto podem ser encontradas de três a cinco amêndoas. Essas são o produto extraído do fruto do babaçu, o coco, que possui maior valor mercantil. É praticamente o único sustento da região do Maranhão, na qual a extração das amêndoas envolve o trabalho de muitas famílias.

Essas amêndoas são extraídas manualmente por mulheres que são chamadas de “quebradeiras”, em um sistema caseiro e simples. É a partir das amêndoas que o óleo de coco babaçu é obtido. Já as cascas do fruto também são aproveitadas na fabricação de cestas, peneiras, janelas e na cobertura das casas na região. Industrialmente as cascas são utilizadas para fazer biocombustível e carvão.

Tipos de óleo de coco babaçu

Dois tipos de óleo de coco babaçu podem ser obtidos: um para fins comestíveis e outro para fins industriais, com elevado teor de ácido láurico. A extração pode ser feita por prensagem ou por solventes, sendo a primeira mais utilizada quando o óleo for para fins terapêuticos; e a segunda para obter maior rendimento. No entanto, pode conter resíduos de solventes não sendo indicado para usos relacionados à aromaterapia. Esse óleo vegetal possui em sua composição grande quantidade de ácido graxo, ácido láurico (que está presente em 50% do óleo) e os ácidos oleico, mirístico e caprílico, que proporcionam propriedades benéficas. Em temperatura ambiente, ele tem consistência pastosa, devendo ser aquecido em banho-maria para tornar-se líquido.

Aplicações

O óleo de coco babaçu é semelhante ao óleo de palma – ambos são considerados óleos láuricos por conta do elevado teor desse ácido. Por isso, trata-se de um óleo muito estável a altas temperaturas, que pode ser usado no cozimento e fritura de alimentos (muito comum na fabricação de margarina). Ele possui um leve gosto amendoado.

Apresenta propriedades analgésica, antiviral e ajuda o sistema imunológico. Um estudo realizado pela Fundação Filipina para Pesquisa e Desenvolvimento do Coco concluiu que a adição de óleo de coco na alimentação de pacientes portadores do vírus HIV pode trazer como benefício a diminuição do nível da carga viral em indivíduos soropositivos. No entanto, o óleo de babaçu contém gorduras saturadas, dessa forma, não deve ser ingerido em excesso, pois poderá causar problemas na saúde.

Em alguns casos, ele também serve como substituição às gorduras de origem animal na produção alimentícia.

Uso cosmético

De todos os óleos vegetais de uso industrial, o óleo de coco babaçu é o que tem o mais alto índice de saponificação – quanto mais alto esse índice, mais apropriado o óleo para fabricação de sabão, e apresenta também baixo valor de iodo e refração, qualificando-o para o preparo de pomadas cremosas. Dessa forma, o óleo de coco babaçu tem ampla aplicação na cosmética.

No cabelo, o óleo de babaçu promove a hidratação dos fios, além de adicionar um volume nos cabelos secos. Quer mais dicas para óleos vegetais para passar no cabelo? Confira nosso vídeo:

Pode ser aplicado diretamente na pele, puro ou misturado com outros óleos vegetais. A presença do ácido láurico em grande quantidade torna o óleo um excelente anti-inflamatório, auxiliando no tratamento de acnes e sendo muito mais potente que produtos industrializados. Além de ser uma alternativa natural livre de qualquer química que possa ser nociva à saúde e à pele humana, ele não causa descamação. Portanto, o óleo de coco babaçu é uma ótima opção natural.

Mas lembre-se de verificar se o óleo é 100% natural antes de utilizá-lo. Você pode encontrar o óleo de coco babaçu na Loja eCycle.