Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Entenda como a mobilização em torno de pautas sociais e ambientais pode fazer toda a diferença para a comunidade e o futuro do planeta

A mobilização é um processo crítico que garante o compromisso com a mudança. Embora haja pouco consenso sobre o significado exato do termo, há um acordo geral que defende que, que para que a mobilização social resulte em sustentabilidade e mudança permanente, deve haver compromisso com a mudança, ação que emana da consciência, do diálogo, da informação e do conhecimento a respeito do tema que se deseja debater.

Os tipos de mobilização social incluem:

  • a mobilização de diferentes setores da sociedade (ou seja, governos, comércio, sindicatos, empresas, ONGs, grupos religiosos, associações de professores, civis etc.)
  • a mobilização de celebridades e apoiadores de alto nível (cujo apoio ajuda a influenciar a opinião pública);
  • mobilização da mídia;
  • motivação do governo em formular programas que, por sua vez, envolvem participação pública;
  • grupos marginalizados e interessados (ativistas da causa animal, mulheres, trabalhadores, negros, homossexuais etc.)

Para empregar a mobilização social, membros de instituições, parceiros comunitários e organizações, entre outros, colaboram para alcançar grupos específicos de pessoas para um diálogo intencional. A mobilização social visa facilitar a mudança por meio de uma abordagem interdisciplinar.

Mobilização social e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável foram desenvolvidos com base em uma conversa global sem precedentes envolvendo jovens, mulheres, pessoas com deficiência, líderes da sociedade civil e ativistas. Esse processo aberto e inclusivo foi realizado em parte devido ao crescente reconhecimento de que a apropriação da Agenda 2030 pela sociedade civil é fundamental para seu sucesso.

Para mudar nosso planeta para um caminho de desenvolvimento sustentável, o ODS 17 inclui uma meta explícita para: “encorajar e promover parcerias públicas, público-privadas e da sociedade civil eficazes, com base na experiência e estratégias de recursos das parcerias”.

A mobilização social é um meio importante para fazer avançar a política de desenvolvimento sustentável, tornando-a mais responsiva e responsável pelas necessidades e demandas das pessoas.

Os movimentos sociais muitas vezes emergem de um sentimento de queixas e injustiças compartilhadas e “tornam visíveis as ideias e conceitos alternativos sobre as formas que a sociedade (e o desenvolvimento) devem assumir”.

Influenciada em parte pela disseminação das mídias sociais e novas tecnologias da informação, a sociedade civil ganhou impulso na defesa de mudanças em uma variedade de tópicos, desde mudanças climáticas até o empoderamento das mulheres, desde justiça social até governança transparente.

Greta Thunberg e o movimento Fridays for Future: do mito global à globalização local

Em 2019, o movimento climático experimentou um crescimento sem precedentes em sua capacidade de mobilização e impacto político e na mídia. O sucesso do movimento está intimamente ligado à figura de Greta Thunberg e ao impacto global de seu discurso e do movimento “Fridays for Future”, ou Greve Global pelo Clima, em centenas de cidades ao redor do mundo.

Um estudo de Silvia Díaz-Pérez, Roger Soler-i-Martí e Mariona Ferrer-Fons, membros do grupo de pesquisa Grupo de Investigación sobre Juventud, Sociedad y Comunicación (JOVIS), da Universitat Pompeu Fabra (UPF), em Barcelona, na Espanha, analisa os discursos e mensagens da ativista nas redes sociais e sua legitimação por meio de sua história pessoal, e também investiga o movimento “Fridays for Future” em Barcelona, ​​com base em postagens no Twitter e no Instagram.

Os resultados mostram uma clara influência do ativista no discurso dos movimentos locais e entre seus seguidores. Como explica Soler-i-Martí, coautor da obra, “apesar da rejeição das lideranças personalistas e das características particulares do grupo local, o quadro global do ativista está muito presente no discurso veiculado nas redes sociais.

Além disso, o estudo revela como a experiência de grupos locais do movimento também influenciou a evolução do discurso de Thunberg, que mudou ao longo do tempo, incorporando novos atores e estratégias. Este elemento destaca como a construção dos quadros nos movimentos sociais surgem do diálogo de mão dupla entre as dimensões global e local.

A análise fornece evidências empíricas da importância da dinâmica global e local nos movimentos sociais na Internet e destaca que o uso dos elementos básicos do quadro de Thunberg leva as mensagens do movimento local “Fridays for Future” de Barcelona a ter um maior impacto social nas redes sociais e, consequentemente, na sociedade.