Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Milium são pequenos cistos que podem se formar em grupos em diversas partes do rosto e do corpo. Confira os sinais, as possíveis causas e como tratar o problema

Milium são pequenos cistos, brancos ou amarelados, que aparecem em grupos, geralmente na face. Eles são mais frequentes em recém-nascidos, mas podem afetar pessoas de qualquer idade. O problema também é conhecido como milium sebáceo.

Os cistos de milium são formados quando a queratina (uma substância produzida pela pele) fica presa sob a camada externa da pele. Um cisto de milium é formado na base de um folículo piloso ou glândula sudorípara.

O milium pode ser categorizado como primário ou secundário. O primário é formado diretamente da queratina aprisionada e geralmente é encontrado no rosto de bebês e adultos. 

Já o secundário se desenvolve depois que algo obstrui os dutos que conduzem à superfície da pele, como após uma lesão, queimadura ou formação de bolhas na pele.

Sinais e sintomas de milium

Os cistos aparecem como protuberâncias, geralmente no rosto, e podem ou não coçar. Os locais mais comuns para milium primário incluem:

  • Pálpebras
  • Testa
  • Bochechas
  • Órgãos genitais

Normalmente, esse tipo de milium desaparece por conta própria em alguns meses ou menos.

Os locais mais comuns para milium secundário incluem:

  • Em qualquer lugar do corpo onde exista outra doença de pele, especialmente nas costas das mãos
  • No rosto, em razão de danos por exposição ao sol

Cistos de milium secundário às vezes são permanentes. Eles ocorrem depois que sua pele foi danificada de alguma forma, como por: 

  • Lesão ou irritação
  • Irritação na pele
  • Queimadura
  • Tratamento abrasivo da pele
  • Condição inflamatória da pele
  • Excesso de exposição ao sol

Produtos pesados ​​para o cuidado da pele também podem contribuir para a formação de cistos de milium.

Milium associada a medicamentos ou produtos

O uso de cremes esteroides pode causar milium na região da pele onde o creme é aplicado. No entanto, esse efeito colateral é raro.

Alguns ingredientes de produtos para a pele e maquiagem podem causar cistos em algumas pessoas. Se você tem pele propensa a desenvolver o problema, evite os seguintes ingredientes:

  • parafina líquida
  • petróleo líquido
  • óleo de parafina
  • parafina líquida
  • petrolatum líquido
  • óleo de petróleo
  • lanolina

Tratamento para milium

Não é necessário tratamento para milium infantil. Os cistos geralmente desaparecem em algumas semanas.

Em crianças mais velhas e adultos, o problema desaparece dentro de alguns meses. Se esses cistos causarem desconforto, existem tratamentos que podem ser eficazes para eliminá-los.

Eles incluem:

  • Crioterapia. O nitrogênio líquido congela a milia. É o método de remoção usado com mais frequência.
  • Retinoides tópicos. Esses cremes contendo vitamina A ajudam a esfoliar a pele.
  • Cascas químicas. Os peelings químicos fazem com que a primeira camada da pele se desprenda, revelando uma nova pele.
  • Ablação a laser. Um pequeno laser focaliza as áreas afetadas para remover os cistos.
  • Diatermia. O calor extremo destrói os cistos.
  • Curetagem de destruição. Os cistos são raspados cirurgicamente e cauterizados.

Dicas para tratar e evitar cistos de milium

Existem algumas coisas que você pode fazer para ajudar a acelerar o processo de cicatrização e evitar a formação de mais cistos. Confira.

1. Não cutuque nem tente remover os cistos de milium

Tentar remover os cistos pode causar sangramento, crostas e cicatrizes. Raspar a pele também pode introduzir germes na área, causando infecção.

No caso de bebês com menos de 6 meses de idade, o melhor a fazer é deixar as saliências em paz. Se os inchaços estão preocupando você, consulte o pediatra.

2. Limpe a área afetada

Certifique-se de lavar o rosto com um sabonete suave sem parabenos todos os dias. Qualquer sabonete que não seja suave vai tirar a oleosidade de seu rosto para se manter equilibrado e saudável.

Após a lavagem, seque a pele em vez de deixar secar ao ar. Isso ajudará a evitar que sua pele se irrite ou resseque.

3. Use vapor para abrir seus poros

Após a limpeza, você pode achar benéfico abrir os poros com vapor para remover ainda mais os irritantes.

4. Esfolie suavemente a região afetada

A esfoliação suave da pele pode ajudar a manter a pele livre de irritantes que causam milium. Alguns agentes esfoliantes evitam que a queratina da sua pele seja superproduzida. 

Procure limpadores esfoliantes que contenham ácido salicílico, ácido cítrico ou ácido glicólico. No entanto, consulte um profissional de dermatologia antes de utilizar ácido no rosto – e jamais utilize esse tipo de produto no rosto de bebês e crianças.

5. Use um creme retinoide

Alguns pesquisadores recomendam cremes retinoides tópicos para se livrar dos cistos de milium. Esses cremes contêm vitamina A, que é essencial para a saúde da pele.

6. Opte por um protetor solar facial leve

Você já deve usar protetor solar todos os dias para proteger a pele do rosto dos raios ultravioleta. Um benefício adicional do protetor solar adequado pode ser a diminuição da irritação da pele que causa milium.

Procure um protetor solar projetado especificamente para uso no rosto. Certifique-se de que o SPF seja 30 ou superior. Se sua pele é muito sensível ao sol, considere usar um produto com FPS 100.

Os protetores solares mais amigáveis ​​para a pele têm óleo mineral como base, ao contrário de outros óleos que podem obstruir a pele. Leia os ingredientes do seu protetor solar com atenção para se certificar de que não contém nada que você seja alérgico ou sensível.