Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Em comparação com o mês de março de outros anos, houve um grande número de anomalias de temperatura

O mês de março de 2016 foi o mais quente do Brasil desde 1961, quando aferições do tipo começaram, segundo dados no Instituto Nacional de Metereologia (Inmet). A quantidade de anomalias de temperatura registradas em 2016 foi bem maior se comparada a outros marços – anomalias são os desvios de temperatura quando as médias de 1981 a 2010 são levadas em conta.

Para se ter uma ideia, as médias de temperatura de março de 2016 ficaram de 2 °C a 3°C acima da média em regiões de Pernambuco, Bahia, Piauí, Amazonas, Mato Grosso, Roraima e São Paulo. Rio Grande do Sul, partes de Santa Catarina, do Paraná e do Mato Grosso do Sul tiveram temperaturas abaixo da média.

Março de 2016 foi o mais quente

O primeiro trimestre de 2016, como um todo, ficou bem quente se comparado às médias histórias para o período. Janeiro, fevereiro e março de 2016 tiveram mais anomalias de temperatura do que todo o ano de 2015. É o período mais quente desde 1981, semelhante ao ano de 1998.

Palmas e Cuiabá registraram as temperaturas mais altas em março de 2016, com 39,6 °C e 37,6 °C, respectivamente.


Fontes: Blog do Planeta e Inmet

Veja também: