Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Criação da nova categoria foi anunciada pela federação máxima do automobilismo

Os carros que disputam as corridas de alta velocidade são conhecidos por proporcionar grandes disputas ao longo das provas, contagiando o esporte com adrenalina e emoção para os observadores. O problema é que, apesar de uma ou outra iniciativa isolada, os combustíveis de categorias como Fórmula 1 e Fórmula Indy são muito poluentes, principalmente por uma série de aditivos inseridos para aumentar a performance dos veículos.

Mas para estimular o caminho oposto, a Federation Internationale de l’Automobile (FIA), anunciou que um acordo foi fechado com o consórcio internacional de investidores Formula E Holdings (FEH) para a criação da Fórmula E, uma categoria em que apenas carros elétricos poderão competir.

O primeiro campeonato de Fórmula E terá início já em 2013, após algumas corridas de exibição pelo mundo. Dez equipes, totalizando 20 carros serão os participantes. Já existe um protótipo do tipo de carro que será utilizado nas corridas. Ele se chama EF 01, foi produzido em 2007 e pode chegar a até 240 km/h (veja foto no início da matéria). Com a confirmação da realização do campeonato, novos modelos serão fabricados com base no primeiro.

Apesar de não haver calendário definido, a cidade do Rio de Janeiro já está confirmada como sede de uma das etapas da competição. O acordo foi alinhavado durante a visita do presidente da FIA, Jean Todt, ao Rio, em setembro. A ideia é que todos os circuitos do campeonato sejam “de rua” e próximos a pontos turísticos.

O objetivo dos dirigentes do organismo internacional é atrair o público mais jovem para as competições de esporte motor, além de compartilhar objetivos e valores da FIA com relação às energias limpas. De acordo com a entidade, a criação da nova categoria também pode estimular a adoção de novos veículos elétricos em diversas cidades do mundo.

Imagem: divulgação

Veja também:
Carro elétrico pode ser carregado em 8 horas e rodar até 160 quilômetros
Carro elétrico mais potente do mundo alcança 100 por hora em 3 segundos