Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Carlos Roberto Jorge relata baixos estoques sanguíneos nos hemocentros e destaca que todo tipo de doador é bem-vindo, principalmente nesta época do ano, quando é maior o número de acidentes nas estradas

Por Jornal da USPO estoque de sangue nos Hemocentros costuma baixar no período de festas de fim de ano, situação incompatível com a alta demanda por transfusões típica da temporada. Em entrevista ao Jornal da USP no Ar 1ª Edição, Carlos Roberto Jorge, médico da Fundação Pró-Sangue, dá detalhes sobre a situação atual das reservas de sangue e destaca a importância da doação, que pode ser agendada on-line. 

Segundo Jorge, a pandemia reduziu as doações de forma drástica: “Atualmente, até mesmo o grupo sanguíneo mais frequente, que é o O+, está em fase crítica”, diz. As solicitações para transfusões, conta, devem ser aceitas em uma medida que não prejudique os pacientes, mas também não leve ao total desabastecimento. “A saída de sangue é, hoje, maior do que a entrada”, completa o médico.

A urgência pelo estoque se faz ainda mais presente durante as festividades, período em que a população bebe mais e, por consequência, ocorrem mais acidentes de estrada, aponta o doutor. “Não só o sangue, mas também todos os hemocomponentes, como hemácias e plaquetas, são necessários. Todo tipo sanguíneo é bem-vindo e todo tipo de doador também”, reforça. 

Os requisitos básicos para a doação incluem estar em boas condições de saúde, ter entre 16 e 69 anos — desde que a primeira doação tenha sido feita até os 60 anos —, pesar no mínimo 50 kg e apresentar um documento original com foto. Pacientes infectados pelo coronavírus devem aguardar um período de 30 dias após a cura para doar sangue, situação similar a de indivíduos recém-vacinados: aqueles que receberam o imunizante Coronavac devem doar apenas dois dias depois da vacinação; e no caso dos que receberam as vacinas Pfizer, AstraZeneca e Janssen, apenas sete dias depois.

Jorge recomenda o agendamento on-line, pelo site prosangue.sp.gov.br, para evitar aglomerações. “É muito fácil: você acessa a página, preenche-a com suas informações e escolhe um endereço e horário para doar”, frisa o médico, que também não indica a doação aos sábados, dia de maior movimento nos Hemocentros. 

A Fundação Pró-Sangue do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP funcionará nos dias 24 e 31 de dezembro até as 13 horas. O Hemocentro se manterá fechado para doações apenas nos feriados de 25 de dezembro e 1º de janeiro.