Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

O desinfetante é um produto com ação química, térmica ou radioativa contra micro-organismos

Imagem editada e redimensionada de Waldemar Brandt, está disponível no Unsplash

O desinfetante é um produto usado por sua ação química, térmica ou radiotiva contra micro-organismos causadores de doenças. Ele é usado ​​em superfícies e objetos duros e inanimados para eliminar ou inativar irreversivelmente fungos e bactérias, mas não necessariamente seus esporos.

Tipos de desinfetante

Existem três tipos principais de desinfetantes, o hospitalar, alimentício e o de uso geral. O primeiro atende a critérios sanitizantes mais severos, sendo usado para o controle de contaminação em instrumentos médicos, pisos, paredes, roupas de cama e outras superfícies. Já o desinfetante de uso geral costuma ser usado dentro de casa, em pisos, piscinas e purificadores de água. Enquanto o alimentício costuma ser usado pela indústria de alimentos.

Qual a diferença entre sanitizante, desinfetante e antisséptico

Desinfetar é tornar sanitário, e ser sanitário é estar livre de elementos como sujeira ou patógenos que colocam em risco a saúde. O desinfetante é usado ​​para reduzir, mas não necessariamente eliminar micro-organismos do ambiente inanimado para níveis considerados seguros.

O antisséptico também é um produto que interrompe ou retarda o crescimento de micro-organismos. Mas ele é feito para ser usado no corpo. É encontrado com frequência ​​em hospitais e outros ambientes médicos para reduzir o risco de infecção durante a cirurgia e outros procedimentos. Em um ambiente cirúrgico, por exemplo, um médico aplicará um antisséptico no local da cirurgia no corpo de uma pessoa e usará um desinfetante para esterilizar a mesa cirúrgica.

Perigos do desinfetante

Os riscos à saúde causados ​​por produtos químicos, como o desinfetante, dependem dos riscos do produto químico e da quantidade de exposição da pessoa ao produto. Informações sobre riscos químicos podem ser encontradas na etiqueta do produto, mas ainda é preciso melhorar nesse aspecto da informação ao consumidor.

Alguns produtos químicos terão limites de exposição do trabalhador (ocupacionais) desenvolvidos para eles, geralmente porque são voláteis o suficiente para ficar no ar e ser inspirado. As substâncias nocivas presentes no desinfetante são chamadas de Vocs (Compostos orgânicos voláteis).

Os Vocs são componentes químicos presentes em diversos tipos de materiais sintéticos ou naturais. Eles se caracterizam por possuírem alta pressão de vapor, o que faz com que se transformem em gás ao entrar em contato com a atmosfera.

A Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA) começou a adotar o termo VOCs para descrever gases emitidos por sólidos ou líquidos, sendo que alguns deles podem causar danos à saúde a curto ou longo prazos. Para saber mais sobre esse tema, dê uma olhada na matéria: “VOCs: conheça os compostos orgânicos voláteis“.

Como usar

Se você estiver usando um desinfetante da mesma maneira que um limpador comum, talvez você não esteja desinfectando. Para garantir que você elimine 99,9% dos vírus e bactérias, primeiro limpe o local com água ou outro líquido que seja capaz de se dissolver em água. Dessa forma, você evitará que se formem pequenos espaços vazios entre as gotículas de desinfetante que atuam como refúgio para os germes.

Em seguida, aplique o desinfetante e deixe agir pelo período de dez minutos – ou o tempo indicado na embalagem do produto.

Confira uma lista feita pela EPA (Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos) com mais de 420 tipos de desinfetante e o tempo de reação de cada um deles para eliminar diferentes micro-organismos (incluindo o novo coronavírus) no endereço: www.epa.gov/pesticide-registration/list-n-disinfectants-use-against-sars-cov-2-covid-19.


Fontes: PSU-EDU, Multimedia, EPA e Asc.org

Veja também: