Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Rodrigo Alonso cria móveis inusitados com lixo eletrônico e resina

A velocidade de produção e inovação do mundo tecnológico tem deixado montanhas e montanhas de lixo eletrônico em seu caminho, mas ela também proporciona novas possibilidades para os “eco-designers” criarem. O lixo virou matéria-prima e a tecnologia das resinas fez com que novos produtos fossem lançados. É o caso dos assentos de resina e lixo eletrônico, do designer chileno Rodrigo Alonso, chamado N+ew.

Os bancos são feitos a partir de CDs, teclados quebrados, cabos coloridos e placas-mãe suspensas em uma resina do tipo epóxi (não tão ecológica, admitimos). Porém, em tempos de redução de resíduo, o banco de resina é um grande negócio.

Rodrigo Alonso criou uma obra de arte com lixo eletrônico em que une reciclagem e consciência: o assento lembra as pessoas da quantidade de resíduo eletrônico descartado no meio ambiente formando uma verdadeira vitrine daquilo que foi jogado fora, além, é claro, de transformar esse lixo em um confortável assento.

Os bancos são feitos enchendo um molde cúbico com lixo eletrônico e completando o recipiente com resina epóxi e alumínio reciclado derretido.  Essas peças únicas são produzidas na cor vermelho vivo ou transparente e são feitas apenas por encomenda.

O material eletrônico usado na confecção dos móveis N+ ew foi doado pela empresa Recycle. A peça é um ótimo exemplo de sustentabilidade e reuso.


Fonte: ralonso.com 


Veja também: