Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Ideia se deu a partir da proibição de pintar ruas e paredes na cidade de Barcelona, em 2006

O que para muita gente é sujeira, torna-se matéria-prima para obras de arte questionadoras da sociedade de consumo. Quando vivia em Barcelona, no ano de 2006, o espanhol Francisco Pájaro já era um artista que praticava intervenções urbanas. No entanto, uma lei que passou a vigorar exatamente naquele ano, proibia que equipamentos públicos urbanos fossem alvos de obras.

“De repente, toda a liberdade foi eliminada. Todos os melhores artistas de Barcelona foram embora. Eu não podia pintar o chão, as paredes, mas no lixo era permitido e eu comecei a pintar uma cadeira, um colchão, materiais descartados e, pouco a pouco, fui fazendo pequenas descobertas”, afirma o artista, em seu blog.

Levando o lema “arte é lixo” às últimas consequências, Pájaro se mudou para Londres e passou a intervir na cidade, mas também organizou mostras em locais fechados. Confira mais imagens abaixo e entre no blog do artista para conhecer mais sobre seu trabalho:

Arte do Francisco Pájaro
Arte do Francisco Pájaro
Arte do Francisco Pájaro

Fonte: Projeto Contem

Veja também: