Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Aprenda mais sobre a desidratação, quais são seus sintomas e possíveis causas

A desidratação é uma condição caracterizada pela ausência de água no corpo. Ela ocorre quando a perda de líquidos é mais constante que o ganho e quando o organismo não tem líquido suficiente para exercer suas funções. Quando a perda desses líquidos não é restituída, ela resulta na desidratação

A condição pode se manifestar em casos leves, moderados ou graves, dependendo de quanto líquido é perdido. Pela sede ser o principal sintoma da desidratação, é possível dizer que se você está com sede, já está levemente desidratado. Ao perder pelo menos 1,5% de água o corpo já começa a apresentar sintomas de desidratação. Sendo a sede ou dor de cabeça. 

Na maioria das vezes, a condição é leve e não oferece muitos riscos, mas é necessário ficar atento para casos mais graves. Todas as faixas etárias estão propensas à desidratação, porém, a condição é mais preocupante em crianças e idosos. 

Ela é mais comum durante o verão, por conta da temperatura elevada, mas pode ser desenvolvida durante todo o ano. 

A função da água

A água exerce diversas funções no organismo, além de compor cerca de 55% a 78% do corpo. Entre a suas habilidades, estão: 

  • Ajuda na digestão 
  • Lubrificação das juntas
  • Produção de saliva
  • Regula a temperatura corporal
  • Distribui oxigênio no corpo

Por isso, precisamos estar constantemente ingerindo água, seja na forma de alimentos ou apenas bebendo-a. Cerca de 20% da ingestão da água é feita através da comida. O consumo diário de água necessário para mulheres é de aproximadamente 2,7 litros, enquanto o de homens é de 3,7 litros. 

Sintomas

Os sinais de desidratação se manifestam de formas diferentes em crianças e adultos. 

Sintomas em crianças: 

  • Boca e língua secas
  • Fraldas secas por três horas ou mais
  • Olhos e bochechas fundas
  • Choro sem lágrimas
  • Irritabilidade 
  • Febre

Em adultos:

  • Muita sede
  • Boca seca
  • Urina escura
  • Urinar menos que o normal
  • Fatiga
  • Pele seca
  • Dor de cabeça

Em casos de desidratação grave, os sintomas incluem:

  • Confusão e tontura
  • Febre
  • Olhos fundos
  • Respiração ofegante
  • Batimentos cardíacos acelerados
  • Desmaios
  • Choque
  • Falta de urina 

Causas

A perda de água é comum e acontece diversas vezes durante o dia. Suar, ir ao banheiro, chorar, produzir saliva, lágrimas e até respirar nos fazem perder água e se esse líquido não for substituído, pode resultar em desidratação. Porém, outras condições também podem facilitar a perda de água do corpo. São elas:

  • Diarreia
  • Febre
  • Vômito
  • Suor excessivo
  • Urinar constantemente — essa causa geralmente é derivada da ação de medicamentos com efeitos diuréticos ou de outra condição, como a diabetes

Tratamento

A maioria dos casos de desidratação são leves e não requerem acompanhamento médico. Sintomas como dor de cabeça, sede e urina escura podem ser resolvidos facilmente tomando água. Porém, casos mais graves, marcados por confusão mental, tontura, desmaios e febres devem ser tratados por profissionais. Geralmente, pessoas nesses níveis de desidratação precisam repor líquidos com a ajuda de fluidos intravenosos. 

Riscos à saúde

Ficar desidratado afeta diretamente os cérebros e as funções cognitivas. A falta de água pode impactar a memória e a concentração. Ela também pode fazer mal ao coração, que trabalha mais pela falta de água no sangue. 

Casos severos podem resultar em insuficiência renal, AVCs, convulsões, coma, exaustão pelo calor e até morte.

Prevenção

Pode parecer óbvio, mas o jeito mais fácil e eficaz de prevenir a desidratação é bebendo água. Se você esquece facilmente, tente colocar alertas no seu celular ou deixe uma garrafa d’água perto de onde você está. 

Beba bebidas eletrolíticas se for praticar exercícios ao ar livre em dias quentes. Elas ajudam na reposição da água e compensam os minerais perdidos pelo suor. 

Mesmo sem fazer exercícios, fique mais atento em dias quentes e leve água quando for sair de casa. 

Evite beber álcool e bebidas com muito açúcar ou cafeína. Na maioria das vezes, essas bebidas são diuréticas e podem fazer com que a perda de água seja mais fácil.