Como correr em áreas urbanas com segurança?

eCycle

Medidas podem diminuir probabilidade de ocorrências perigosas

garota correndo com a ponte do Brooklyng à distância

Quem gosta de correr geralmente desdenha as esteiras de academia, pois não há nada melhor que correr com o céu acima da cabeça e o asfalto debaixo do pé. Se a esteira é usada, é por motivos de força maior, como tempestade de granizo, frio glacial ou chão coberto por lava... Ok, exageramos um pouco, mas mesmo sendo mais gostoso correr ao ar livre, praticar esse exercício em áreas urbanas pode ser um pouco perigoso, além de poder fazer mal à saúde. Portanto, reunimos algumas dicas para dar algumas dicas de como correr na rua com segurança e sem prejudicar a saúde.

Básico

Correr é correr, seja em um deserto no Oriente Médio, seja em uma maratona em Boston ou até mesmo nas ruas movimentadas das áreas urbanas. Por isso, vamos a algumas dicas básicas para tornar a sua corrida segura.

  • Fique alerta e mantenha seus olhos voltados para frente (algumas pessoas tem o hábito de correr olhando para o chão) para que você possa ver qualquer perigo ao seu redor;
  • Olhe para os dois lados antes de atravessar. Mas isso não é só quando for correr, viu!
  • Mantenha uma distância segura da rua;
  • Use roupas coloridas ou até refletores (especialmente de noite);
  • Não se esqueça de ter um bom par de tênis de corrida. O tênis não faz o corredor, mas ajuda muito. Para saber mais sobre como comprar e descartar seu tênis de corrida, clique aqui;
  • É importante fazer a sua rota antes de sair de casa e levar em conta os lugares mais perigosos da cidade. Existe o site "Onde Fui Roubado", uma plataforma interativa que permite que seus usuários carreguem informações de suas ocorrências, com estatísticas se alterando conforme as variáveis "quando", "onde" e "o que". Caso não existem informações sobre a sua área de corrida, utilize o Google Maps ou alguma outra ferramenta de corrida para ver se no seu percurso existem zonas mal iluminadas ou pouco movimentadas. Se mesmo assim você não tiver certeza, dê uma passada por lá com um amigo, ou pegue um táxi para dar uma checada no local. Para mais dicas sobre como se exercitar de forma saudável em grandes cidades, confira a matéria "Exercitar o corpo em grandes cidades pode prejudicar a saúde?".

Use o equipamento correto

Assim que sua rota estiver definia, é hora de verificar quais itens você deve levar consigo. Pode parecer desconfortável, mas eles são itens essenciais para te acompanharem em áreas urbanas:

  • Documentos com foto, como RG e carteira de motorista, são importantes caso algo aconteça com você;
  • Informações médicas importantes como alergias, tipo sanguíneo, condições de saúde, e é sempre bom colocar seu contato de emergência, seja no seu celular ou em um pedaço de papel;
  • Falando em celular, dependendo do tamanho do aparelho, é bom levá-lo com você. Além de poder guardar suas informações de emergência, você pode usá-lo para ligar para polícia, ambulância ou para um amigo te buscar. E não precisa ser o seu modelo novo. Se você tiver um celular antigo em casa dando bobeira, lembre-se que mesmo não ativados, esses celulares podem fazer ligações de emergência (mas se eles estiverem sem esperança alguma de uso, que tal reciclá-los?);
  • Uns trocados para medidas de emergência, como água, comida ou transporte;
  • É um bom investimento comprar pulseiras de identificação como a Self-ID. Nelas, suas informações são gravadas a laser para serem checadas caso algo aconteça com você.

Fones de ouvido

Existem corredores que fazem da corrida uma oportunidade de praticar a chamada meditação ativa, ou seja, o ato de meditar enquanto se está em movimento. Talvez seja o relaxante som dos seus pés entrando em contato com o asfalto, ou o rítmico vai e vem da sua respiração que esvaziam a mente e permitem um estado de meditação serena. Porém, existem outros corredores que só conseguem correr se estiverem ouvindo rock pesado no último volume com grandes headphones abafadores de som. Para esses corredores, sentimos muito, mas talvez esse não seja o método mais seguro de correr.

  • Ouvir música (ou audiolivros e podcasts, depende do seu gosto) durante a corrida dificulta a percepção do mundo ao redor. Além de não conseguir ouvir o que acontece pela rua, o som alto pode te distrair visualmente. Isso ocorre porque o cérebro humano não pode devotar toda sua atenção a mais de um sentido de cada vez, a chamada "Atenção dividida". É por isso que quando estamos procurando um endereço, muitas vezes diminuímos a velocidade do carro e abaixamos o volume do rádio;
  • Se a música é importante para a sua corrida, tente deixar o volume no nível mais baixo possível, para que assim você ainda consiga ouvir a música, mas também seja possível escutar os sons ao seu redor.

Tente correr com um amigo (especialmente de noite)

Se andar de carro de noite é perigoso, imagine correndo na rua! Segundo o site, Onde Fui Roubado, 55% do crimes ocorrem durante a noite. Nesse caso, a companhia de alguém pode te tornar um alvo não muito apelativo para criminosos, já que duas pessoas são mais difíceis de controlar do que uma. O método não é à prova de falhas, mas desencoraja possíveis assaltantes.

  • Se você não tiver um companheiro de corrida, corra com um cachorro, ou peça um cachorro emprestado de um amigo ou familiar. Cães não só te fazem um alvo menos apelativo, mas também podem sentir o perigo antes dele chegar;
  • Caso você tenha a sorte de uma protagonista de filme de terror, é sempre bom dizer a alguém aonde você está indo antes de sair para uma corrida. Mesmo uma mensagem de texto para alguém de confiança pode ser suficiente, desde que você dê uma indicação geral de qual será sua rota. Se você teme estar sendo perseguido(a) por um tempo, certifique-se de não compartilhar sua rota em mídias sociais e alterar sua rota de vez em quando. Talvez investir em umas aulas de autodefesa não machuquem muito (você).

Em que lado da rua?

Se você corre regularmente, já deve saber que é melhor correr contra o trânsito. Essa prática permite que o corredor veja os carros indo em sua direção e permite que ele possa reagir (como sair do caminho) caso algo saia de controle. Às vezes, no entanto, essa regra pode ser ineficaz e até perigosa.

"Mas de que lado devo correr então?". Não existe um lado certo para correr, portanto, leve em conta os seguintes parâmetros:

  • O lado que te dá melhor visibilidade (dianteira e traseira) para pedestres e para carros;
  • Aquele que possui uma faixa ou caminho de corrida;
  • Um que tenha, pelo menos, uma calçada;
  • O que possua uma saída em que você possa se esgueirar caso um carro venha em sua direção.

Cuidado ao atravessar a rua e cruzamentos

Atravessar em cruzamentos é um dos maiores perigos para corredores urbanos. Um pouco de falta de atenção por parte do corredor ou do motorista pode resultar em um acidente, e na maior parte dos casos, o corredor é o que sai perdendo.

  • Por isso, quando for atravessar, tente fazê-lo por trás dos veículos. Mesmo parados, eles podem não estar te vendo. O que torna importante fazer contato visual com os motoristas conforme você passa pelo cruzamento, ou até mesmo um aceno de mão, para ter certeza de que eles te viram;
  • Também é uma péssima ideia atravessar no farol vermelho. Muitas coisas podem acontecer conforme você aperta o passo para pegar o farol de carros fechado. Você pode tropeçar no meio do caminho e ficar caído enquanto o farol abre, ou por ter apertado o passo, os carros não vão ver você;
  • Para quem quer manter o ritmo cardíaco, isso pode ser chato. Então tente correr no mesmo lugar ou alongar enquanto espera. E não se esqueça de respeitar a sinalização;
  • Lembre-se que é melhor prevenir do que remediar. Não presuma que os motoristas irão parar no semáforo vermelho ou diante da placa de pare. Olhe para os dois lados e certifique-se que está sendo visto.

Seja educado com as pessoas na rua

É sempre bom ser educado, mas nesse caso é bom ser educado com os pedestres, especialmente se você tiver que dividir a calçada enquanto outros vivem suas vidas. Siga essas simples regras para evitar brigas e acidentes.

  • Se você estiver correndo com alguém, corra em fila, ou pelo menos quando outras pessoas estiverem se aproximando.
  • Como carros na rua, mantenha-se à direita e ultrapasse pela esquerda. É importante avisar os pedestres quando estiver passando por eles com interjeições como "à sua esquerda" ou um simples "com licença" pode fazer todo diferença.

Confie no seus instintos

O seu inconsciente já sabe que a cidade é perigosa, e você provavelmente vai saber quando algo não parece estar certo. Sinta e confie em seus instintos. Jen Matz, da Walk Jog Run, explica que é melhor prevenir do que remediar. Se a rua estiver muito escura, não corra nela. Se alguém estiver andando em sua direção e te der calafrios, vá para direção contrária. Se você sente que alguém está te seguindo, ligue para polícia.

Matz enfatiza que sua segurança é mais importante que seu exercício.


Fonte: LifeHacker

Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail