Mineradores de pequena escala são os maiores contribuintes para a poluição de mercúrio no mundo

eCycle

Governos aprovam acordos de diminuição das emissões do metal em convenção da ONU

Estudos atuais dizem que a mineração artesanal e em pequena escala passou a ser a principal fonte de poluição de mercúrio, com emissões estimadas em 1,4 mil toneladas do elemento por ano.

O mercúrio é utilizado em atividades de garimpo por causa de sua propriedade de ligação a metais preciosos, como o ouro e a prata. Posteriormente, o minério composto das substâncias combinadas é queimado para separar o metal pesado dos metais preciosos, o que causa a emissão de poluição gasosa. Os rios e os solos também são contaminados porque a água usada nos processos de mineração faz com que o mercúrio se infiltre no meio ambiente.

Esse processo causa um ciclo que agrava a poluição, porque o metal que foi absorvido pela terra e contaminou a água dos rios,  polui a atmosfera, que, por sua vez, causa o reenvio de mercúrio para o solo e para a hidrosfera. Isso acontece porque o mercúrio é um elemento químico volátil, ou seja, ele evapora em baixas temperaturas.

Muitos dos mineradores que causam essa poluição atuam de maneira ilegal e praticamente sem regulamentos de segurança em países como o Peru.

Problemas do mercúrio

O mercúrio permanece em circulação por séculos. Tanto que a maior parte do metal pesado que polui os oceanos hoje é uma herança do mercúrio emitido há centenas de anos atrás. E a presença do metal nos oceanos é um indicador importante sobre o dano que esse elemento pode causar à saúde humana. Isso porque a conversão para metilmercúrio ocorre em águas oceânicas. Esse composto é tóxico para seres humanos e é fixado em peixes e em outros alimentos marinhos consumidos por pessoas. A contaminação através da alimentação é a principal forma de intoxicação humana.

Governos estão entrando em acordo para adotar medidas que diminuam a emissão de mercúrio, mas estudos apontam que a poluição desse metal deve continuar subindo por décadas. Para diminuir a presença de mercúrio no meio ambiente, governos irão fechar mineradoras após 15 anos de convênio assinado, eliminar produtos que contenham esse elemento ou diminuir a quantidade usada consideravelmente. Já os países que lidam com o problema da mineração artesanal ou em pequena escala irão avaliar quais providências são mais adequadas para acabar com a poluição.

As negociações para reduzir a poluição do metal pesado foram feitas na convenção de Minamata, no Japão, em outubro de 2013. A cidade sofreu a primeira grande epidemia de envenenamento de mercúrio com centenas de mortos e milhares de pessoas contaminadas.

Veja também:
-Estudo aponta que 200 mil pessoas morrem anualmente por causa da poluição do ar nos EUA
-Megacidades: crescimento descontrolado contribui para o aumento da poluição
-Poluição do ar na Europa reduz expectativa de vida de seus habitantes


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail