Inovação faz com que o protetor solar seja mais sustentável

eCycle

Avanços na produção de filtros solares apontam saídas sustentáveis. Você usaria um protetor solar sustentável ?

Neste verão é indispensável aplicar filtro solar antes de sair de casa. Esse produto, além de proteger a pele contra manchas e envelhecimento precoce, também é um escudo contra graves doenças de pele. Mas mesmo sendo tão importantes, será que eles são inofensivos para o meio ambiente?

Antigamente os filtros solares não eram tão simples de serem aplicados, eram espessos e deixavam um aspecto esbranquiçado na pele. Hoje, com o avanço da tecnologia dos cosméticos, o produto é muito mais emoliente do que antes. Isso se dá porque houve uma alteração no tamanho das partículas responsáveis pela proteção solar (TiO2). Elas passaram de micro para nano (ou seja, elas diminuíram) e isso faz com que o produto seja menos pastoso e tenha uma aplicação mais fácil. Porém, os benefícios para o consumo não foram os mesmos para o meio ambiente. A redução do tamanho das partículas faz com elas interajam mais rápido com o ecossistema aquático, causando desequilíbrios. Estudos realizados em 2008, pelo pesquisador Roberto Danovaro e colaboradores, mostram que os protetores solares foram responsáveis por uma infecção viral em um recife de corais, causando a morte dos organismos..

Boa notícia

Mesmo assim, é complicado reduzir o consumo do produto, principalmente quando se vai à praia. A boa notícia é que novas fórmulas a base de frutas e verduras estão chegando ao mercado. Elas dispensam alguns compostos químicos e têm como base ingredientes naturais, como cenoura, óleo de abacate e aloe vera.

As empresas de produtos de beleza e cosméticos têm investido em pesquisas nesta área. Um bom exemplo é a Fundação de Tecnologia do Acre (FUNTAC), que, junto com a Vita Derm, desenvolveu um projeto para a fabricação de bloqueador solar a base de óleos de buriti e de cupuaçu, dois frutos típicos da Amazônia. O produto ajuda no combate e prevenção de câncer de pele e deverá ser distribuído pelo SUS (Sistema Único de Saúde) a pessoas com propensão a desenvolver a doença de pele.

Para quem quer descartar as embalagens com produto vencido, a recomendação é entrar em contato com o produtor. As lojas do Boticário aceitam os protetores de volta e reciclam as embalagens, o resto de produto é incinerado. Já a empresa loreal afirma que os protetores solares não interferem de modo algum no ambiente aquático. Será?

As embalagens vazias devem ir para os pontos de coleta mais próximo de sua casa, confira: Postos de Reciclagem da eCycle


Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail