Máquina transforma lixo plástico em matéria-prima para impressoras 3D

eCycle

Confira como é possível reciclar materiais em casa com a Filabot

O projeto arrecadou cerca de US$ 32 mil para melhorar seu sistema

Muitas pessoas estão colocando a criatividade para funcionar e apresentando ideias de produtos e soluções por meio de filmes na internet para testar se o público se identifica. A partir de então, é possível doar quantias para fazer o projeto sair do papel. Esse financiamento colaborativo (chamado de crowdfunding em inglês), é viabilizado por sites como o americano Kickstarter ou o brasileiro Catarse. Uma dessas inovações é o "Filabot", que conseguiu chegar à meta financeira pré-estipulada.

Trata-se de uma fabricante de filamentos de plástico para impressoras de objetos 3D. A ideia surgiu com um estudante universitário americano, chamado Tyler McNaney, que inventou uma máquina capaz de usar plástico reciclável, como garrafas de leite, de detergente, PET, xampus, peças de Lego e outros resíduos provenientes do plástico, com a finalidade de produzir filamentos para impressão 3D. O estudante e criador colocou sua ideia no perfil do produto na página do Kickstarter com o intuito de arrecadar US$ 10 mil, mas as pessoas adoraram a ideia e ele conseguiu US$ 32 mil.

Processo

O "Filabot" funciona da seguinte maneira: existe uma unidade de moagem, em que é preciso colocar o plástico dividido em partes pequenas. Após a moagem, o plástico vai para o interior da tremonha (outro utensílio de moagem em formato de funil) e a partir daí um parafuso de alimentação empurra as peças para um cano, onde elas serão derretidas na temperatura correta. Em seguida, o plástico fundido será extrudado, transformando-se em filamento, que vai passar por rolo de colagem - é esse objeto que regula o diâmetro correto para a impressão. O processo é feito em uma extrusora, que é a grande inovação do criador. Exatamente por isso, o dinheiro arrecadado será utilizado para desenvolver e produzir mais dessas extrusoras.

Os plásticos que podem ser reciclados são os que cabem na máquina. Incluem o PEHD, um plástico bem comum usado em tubulações de água, garrafas de suco e leite, que é facilmente derretido; o LDPE, o ABS, o PLA, o PP usado para cadeiras, o NYLON-101 e o PET.

Segundo o criador, o "Filabot" trará o poder real da sustentabilidade para impressão 3D, permitindo que qualquer plástico se transforme em um produto novo e com utilidade. É uma bela alternativa para as pessoas que acumulam muitos plásticos em sua casa e não sabem o que fazer com eles. Enquanto o produto não chega ao mercado brasileiro, clique aqui para o caso pre precisar saber onde descartar plásticos corretamente.

Confira abaixo um vídeo sobre o "Filabot", está em inglês mas é possível entender visualmente e também ativando a legenda em português:





Veja também


 

Comentários  

 
0 #1 2013-02-22 18:35
Fito, voce perguntava o que se podia fazer com os plásticos que iríamos estocar. Olha aqui o que o futuro está preparando para daqui a pouco.

Isaac
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail