Soluções para o descarte da bituca de cigarro

eCycle

É importante conhecer soluções para a bituca de cigarro, pois ela constitui a principal fonte de lixo dos oceanos

bituca

O descarte incorreto de bitucas de cigarro proporciona problemas à saúde das pessoas e ao meio ambiente, sendo a maior fonte de lixo nos oceanos. Mas já existem diversas soluções para a destinação final desse incômodo item.

Os danos à população, aos espaços públicos e à natureza fizeram com que várias empresas apostassem na reciclagem da bituca de cigarro para mudar esse cenário. Há também companhias que disponibilizam porta-bitucas, sem contar a possibilidade de fazer o porta-bituca caseiro. Confira abaixo uma lista de empresas que oferecem diferentes alternativas para a reciclagem e o descarte de bituca de cigarro:

Bituca Verde

Estimulada pela lei antifumo que vigora em todo o território brasileiro, a empresa teve a ideia de criar cinzeiros externos para vender e alugar. A ideia deu certo e eles decidiram ampliar o projeto para um programa de coleta e reciclagem das bitucas chamado Bitueco, além da criação de um ponto de armazenamento de bituca (PAB). Em sua loja virtual, existem diversos modelos: bitueco de chão fixo, de chão móvel, de parede móvel, de parede fixa e de bolso - alguns deles são de aço inoxidável. Há coletores espalhados pelo Parque Anhembi (São Paulo), pela Universidade de São Paulo (USP) e na praça de esportes na cidade de Joinville-SC.

Bitueco

Esse programa de coleta e reciclagem de bituca de cigarro, organizado em parceria com o Bituca Verde, funciona da seguinte maneira: a coleta realizada pelos coletores de bituca é levada para um ponto de armazenamento de bitucas (PAB) ou um ponto de entrega de bituca (PEB). No caso do PEB, há a opção da própria pessoa juntar as bitucas em garrafas plásticas e levar em endereços nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. Em seguida, ocorre o transporte da bituca de cigarro para usinas cooperativas, que as transformam em matéria-prima para as indústrias siderúrgica, cimenteira e de papel.

Programa Coletor Ambiental

Foi criado com o objetivo de intensificar a conscientização do problema da bituca de cigarro por meio da venda e instalação de coletores de bitucas de cigarro em lugares com grande movimentação de pessoas. Depois de que certa quantidade de bituca é depositada no local, é realizada a coleta para ser enviada à reciclagem e, lá, as bitucas e seus resíduos são processados e transformados em adubo (composto), que é misturado a sementes de grama e é aplicado em encostas com erosão, sendo usado para a recuperação de solos.

Rede Papel Bituca

Formada por ONGs e empresas de cunho social, a rede procura conscientizar as pessoas por meio da coleta seletiva de bitucas de cigarro em locais específicos. As bitucas são recicladas e convertidas em papel com a ajuda da Seed Paper. Esse papel é, posteriormente, usado para confeccionar objetos ecológicos. O transporte da bituca para a reciclagem é feito de uma forma sustentável por meio da parceria com a Carbon Zero Courier, empresa que presta serviços de entregas com bicicletas;

Green-Butts

Segundo o site da empresa, cinco trilhões de bitucas de cigarro se tornam lixo todo ano e a maioria delas são feitas com filtros sintéticos, que são resistentes à degradação. A solução que eles criaram foram bitucas (filtros) de cigarros feitas a partir de uma patente pendente de mistura de materiais naturais, como linho, cânhamo e algodão. Ou seja, são filtros de cigarro biodegradáveis, feitos de fibras naturais e sem o uso de produtos químicos.

Porta-bituca

Essa é uma maneira prática de você mesmo coletar suas bitucas de cigarro. Você pode reutilizar um pote de filme fotográfico ou outros potinhos pequenos para colocar suas bitucas lá e levar em um coletor de bitucas ou descartar tudo de uma vez no lixo não reciclável.

Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail