Dicas para você começar a andar de bicicleta

eCycle

Mesmo que você more nas grande capitais, é possível andar de bicicleta. Claro que sempre tomando os devidos cuidados

Quando crianças, quase todos aprendemos a andar de bicicleta. Esse aprendizado pode ser rápido ou não, mas isso não importa, porque a alegria é contagiante no momento em que sentamos no banco e começamos a pedalar. E a simplicidade da bicicleta acaba sendo o seu charme em comparação aos outros meios de transporte. A sensação de estar livre no ar e não em uma “caixa” de quatro portas; a prática de um exercício aeróbico, que é benefíco à saúde; a praticidade; a emissão zero de gás carbônico, ou ainda como aliada no aumento da concentração das crianças na escola, entre outras características únicas fazem com que a bike conquiste cada vez mais adeptos, principalmente os jovens.

Por esses e outros motivos, é necessário que o aprendizado da bike seja passado adiante para as novas gerações que estão começando a vida. Mesmo que você more nas grandes capitais, onde existe o predomínio de carros, é possível andar de bicicleta. Claro que sempre é preciso tomar os devidos cuidados, como o uso de equipamentos, evitando vias de grande circulação e respeitando carros e pedestres. E se você quer ensinar alguém ou aprender a andar de bike, acompanhe abaixo algumas dicas básicas de como começar a andar de bicicleta:

Adquira uma bicicleta

A melhor bicicleta, como já diria o ditado, é a sua... ou então a do seu vizinho. Por isso, se você já tem uma, não pense em comprar uma nova, mas vale a pena levá-la a uma loja local especializada para fazer a manutenção;

Comece pequeno

Para começar o aprendizado, você deve estar confortável em sua bike. Com o tempo, você vai se aperfeiçoando. No começo, percorra distâncias curtas: vá até a pracinha mais próxima, ande pelo quarteirão, visite o vizinho. E sempre procure praticar nos períodos em que as ruas estão mais tranquilas, para você poder andar sem grandes preocupações;

Aprenda as regras

Sempre use capacete. Seja previsível, verifique antes se há carros e se o semáforo está fechado, principalmente quando você for fazer um movimento maior, como uma curva ou entrar em uma rua. Olhe para os dois lados nos cruzamentos e ruas e evite as vias de grande circulação, principalmente se você vive nas grandes capitais. Não ande contra o tráfico porque o acidente será frontal; não se entrelace no meio dos carros estacionados e procure um grupo de ciclistas e, se for possível, os acompanhe, porque assim você se sente mais seguro e tranquilo;

Chame um ou dois amigos(as) para pedalar com você

É mais divertido quando você tem alguém para conversar durante o passeio, principalmente quando essa pessoa tem mais experiência que você. Vocês podem trocar experiências e conhecimentos durante a pedalada e ainda um pode ajudar o outro quando for necessário;

Peça ajuda sempre que for necessário

Não tem problema se você não tem experiência. Por exemplo: se uma rua não estiver em condições de pedalar, pergunte por caminhos alternativos para a pessoa mais próxima. Vá a uma loja de bicicletas e confira se eles possuem luzes, refletores ou até conselhos de segurança. Ajuste o assento e o guidão conforme o seu tamanho, para dar mais segurança;

Procure evitar vias de grande circulação por conta dos altos níveis de poluição

Medidores de sensores que monitoram a qualidade do ar e mostram o índice de poluição em tempo real por meio da tela de qualquer smartphone podem ser uma boa pedida. Esses aparelhos conseguem detectar os níveis de ozônio, monóxido de carbono e dióxido de nitrogênio, poluentes mais encontrados nas fumaças dos meios de transporte motorizados. Outro motivo pelo qual você deve evitar essas vias é que a prática de exercícios nas grandes cidades é prejudicial à saúde por conta das emissões de veículos motorizados - além da poluição que eles causam, a movimentação deles representa alto risco de atropelamento ao ciclista;

Com alguma experiência

Após adquirir certa prática, utilize a bicicleta para se locomover até o trabalho pelo menos uma vez por semana. Vá à casa dos amigos, da(o) namorada(o) de bike. Aos fins de semana, pegue trilhas, explore novos lugares, aumente a frequência do uso, procure grupos de ciclistas que pedalam semanalmente e alugue bicicletas no metrô.

Crie desafios para si mesmo, como pedalar em diferentes climas, em lugares desconhecidos, caminhos mais longos. Pedale com roupas formais e aprenda a carregar objetos.

Com todas essas dicas em mente, é hora de partir para a prática!


Veja também:


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Saiba onde descartar seus resíduos

Encontre postos de reciclagem e doação mais próximos de você

Localização Minha localização
Não sabe seu CEP?

Newsletter

Receba nosso conteúdo em seu e-mail