Apoio: Roche

Saiba onde descartar seus resíduos

Verifique o campo
Inserir um CEP válido
Verifique o campo
Lightbulb

Solidariedade envolvida na ajuda mútua é mais eficiente e vantajosa para todos do que capacidades predatórias individuais

Ajuda mútua é um termo que se refere à construção e continuação de relações sociais onde as pessoas conseguem o que precisam, e ajudam os outros, do lado de fora dos sistemas de poder injustos. Apesar de ser bastante confundida com a caridade, a ajuda mútua é algo totalmente diferente. 

A ajuda mútua pode acontecer entre comunidades de vizinhos, pessoas da mesma etnia, mesmo gênero, sexualidade ou religião. Ela também pode ser realizada por toda a humanidade, contanto que cada pessoa consiga o que necessita.

Durante situações de crise, como a pandemia da Covid-19, a ajuda mútua costuma ganhar mais visibilidade e utilidade. Porém, ela é uma aliança que pode ser mais permanente entre qualquer situação de dificuldade enfrentada pelos seres humanos. O sistema de ajuda mútua funciona com base na ideia de que todas as pessoas têm algo para contribuir, e todas têm algo que precisam. 

Como surgiu

A terminologia “ajuda mútua” surgiu com o pensador anarquista Peter Kropotkin, no século 19. Ele formulou a teoria da ajuda mútua em uma de suas viagens de pesquisa  para a Sibéria. Lá, Peter estudou o comportamento de animais em busca de competição violenta entre eles no mundo selvagem. No entanto, o que ele encontrou foi um sistema de união para enfrentar os problemas enfrentados na natureza.

Logo depois, o pensador criou uma teoria de ajuda mútua na sua coleção de artigos chamada Mutual Aid: A Factor of Evolution. Segundo seu pensamento, a prática de solidariedade é mais eficiente e vantajosa para as espécies, do que o desenvolvimento de suas capacidades predatórias individuais. 

Como funciona

O funcionamento de sistemas de ajuda mútua depende de organizadores e voluntários que atendam as necessidades da comunidade. A forma como eles conseguem alcançar essas necessidades depende totalmente da forma de organização e logística do grupo em específico.  Os sistemas de ajuda mútua podem se formar por manifestações, união por um resultado mútuo ou comunidades on-line.

Essas pessoas se unem e organizam diversas formas de atender a demanda de uma sociedade marginalizada.  As pessoas que começam esses movimentos fazem parte da comunidade que está sendo ajudada, e também tem suas demandas atendidas neste processo. 

Caso o grupo de pessoas ajudando seja de uma realidade diferente e mais privilegiada do que aquela sendo ajudada, tendo necessidades divergentes, o nome correto é caridade e não ajuda mútua

Exemplos de ajuda mútua

União de vizinhança

Seja em ruas, bairros ou prédios, uniões de vizinhança servem para atender as necessidades de todos aqueles que moram no local. Esses tipos de ajuda mútua contam com pessoas que se oferecem para organizar eventos, mudanças, segurança e tratamentos de doenças.

É comum que nesses sistemas de ajuda mútua exista um conselho responsável por decidir pautas a serem levantadas pela comunidade. Em casos de problemas, esse conselho fica responsável por reunir todos os vizinhos, onde será decidido a melhor forma de resolver aquela demanda.

Projetos de apoio a minorias por minorias

Um projeto de auxílio  a pessoas pretas gerenciado por pessoas pretas é exemplo de ajuda mútua. Neste caso, pessoas negras com segurança financeira e com acesso à educação fornecem o que for preciso para aqueles que estão à margem da sociedade. Seja provendo educação, empregos, alimentação ou residências.

Desta forma, aqueles que têm necessidade têm suas demandas atendidas, e os que fornecem ajuda podem contar com mais pessoas como eles nas mesmas condições. O mesmo tipo de ajuda mútua pode acontecer em comunidades como de pessoas com deficiência, LBTQIA+ e outras minorias.

Um bom exemplo real de ajuda mútua são as casas de apoio a pessoas LGBTQIA +. Essas instituições, geralmente criadas por indivíduos da comunidade, trabalham para fornecer residência para LGBTQIA + em situação de rua, abandono ou violência. 

Geladeiras comunitárias

A ideia de geladeiras comunitárias tem se espalhado por países como Estados Unidos e regiões da Europa. No Brasil, ainda que de forma restrita, as geladeiras comunitárias também têm tido um impacto significativo na ajuda mútua.

Esse exemplo de ajuda mútua tem como objetivo evitar o desperdício de alimentos e fornecer comida para pessoas que precisam e não têm poder aquisitivo suficiente para comprar alimentos. A geladeira comunitária tem como proposta atender a uma demanda ambiental e social. Auxiliando na redução da fome em vizinhanças e pequenas regiões.

Projetos de apoio na pandemia de Covid-19

A pandemia do coronavírus veio com tudo e abalou a estrutura de diversas famílias no mundo todo. Como resultado disso, muitos indivíduos acabaram desempregados, sem ter como trabalhar devido ao medo de contrair a Covid-19. O número de pessoas que passam fome no globo aumentou.

Por isso, surgiram iniciativas de ajuda mútua para fornecer ajuda financeira, alimentar ou higiênica para aqueles que estavam passando por dificuldades na pandemia. Desta forma, todos poderiam se manter seguros dentro de casa, e ainda alimentados e saudáveis.

Projetos assim não são realizados apenas em cenários de pandemia. Eles surgem sempre que existe alguma situação que coloca toda uma comunidade em situação de perigo. Desta forma, a humanidade se une para ajudar a todos e manter a sobrevivência de cada pessoa em risco.  

Como participar da ajuda mútua 

  • Cheque na sua comunidade se alguém está organizando e planejando começar um projeto de ajuda mútua. Ou procure entre o seu círculo social quais são os sistemas de ajuda mútua que precisam de mais voluntários;
  • Crie seu próprio projeto de ajuda mútua. Se você não conhece ninguém que está iniciando ou já tem uma iniciativa assim, então comece a sua. Pesquise quais são as maneiras legais e seguras de começar o seu projeto e bote a mão na massa;
  • Crie um grupo de apoio entre as pessoas da sua comunidade que você conheça. Para começar sua iniciativa de ajuda mútua, reúna outras pessoas da sua comunidade que são próximas de você e discuta com eles quais as pautas que podem ser apoiadas;
  • Leia um pouco mais a respeito da teoria da ajuda mútua, faça pesquisa em livros, artigos acadêmicos e sites de busca on-line; 
  • Aprenda mais sobre as dificuldades enfrentadas pela sua comunidade, entenda a realidade das pessoas e saia da zona de conforto.